Minério de ferro amplia perdas conforme aumentam preocupações com demanda da China

Commodity mais negociada para setembro na Dalian encerrou as negociações do dia com queda de 3%, a 810,50 iuanes

Reuters

Mina de ferro da Vale em Minas Gerais (Photo by Giles Barnard/Construction Photography/Avalon/Getty Images)

Publicidade

(Reuters) – Os contratos futuros de minério de ferro caíram nesta quinta-feira devido a novas preocupações com as restrições à produção de aço da China e as perspectivas de recuperação do setor imobiliário local em dificuldades, com o sentimento ainda mais prejudicado por inundações em Hebei, principal província siderúrgica.

O minério de ferro mais negociado para setembro na Dalian Commodity Exchange encerrou as negociações do dia com queda de 3%, a 810,50 iuanes (112,70 dólares) por tonelada, depois de atingir 808,50 iuanes, a cotação mais baixa desde 12 de julho.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato de setembro de referência do ingrediente siderúrgico caiu 4%, a 99,70 dólares por tonelada, depois de atingir mais cedo 99,40 dólares, o menor valor desde 29 de junho.

Continua depois da publicidade

Os preços de outros ingredientes siderúrgicos também recuaram, com as perdas na bolsa de Dalian aumentando durante as negociações da tarde em meio a rumores do mercado sobre restrições na produção de aço na China, a maior produtora de aço do mundo.

As inundações em Hebei causadas por chuvas recordes aumentaram as preocupações do mercado sobre a produção local de aço.

“Houve novas restrições de produção, que provavelmente serão mais efetivas, dadas as margens pouco atraentes das siderúrgicas”, disseram analistas da ANZ em nota.

Continua depois da publicidade

As usinas siderúrgicas da província de Yunnan foram instadas a se preparar para reduzir a produção, a fim de cumprir um mandato do governo de limitar a produção de 2023 ao nível do ano passado, de acordo com algumas consultorias chinesas.

“Sinais limitados de novos estímulos políticos e fraqueza contínua nos mercados imobiliários residenciais na China” pesaram sobre o sentimento, disseram analistas da Westpac em nota.