Será melhor

Mineradoras devem se recuperar no 2º semestre, diz Jefferies

Principal aposta é a Rio Tinto, enquanto destaca que ações de Vale e Anglo American são mais arriscadas, mas estão “muito desvalorizadas”

Minério de ferro da Vale (Crédito: Agência Vale)
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) – As ações de metais industriais e de mineração estão, em sua maioria, desvalorizadas após a recente onda vendedora, mas devem sofrer mais pressão no curto prazo antes da recuperação no segundo semestre deste ano, segundo Christopher LaFemina, analista da Jefferies.

O analista espera “forte recessão” no segundo e terceiro trimestres deste ano, devido à desaceleração iminente do PIB global que reduzirá a demanda por commodities. Por isso, LaFemina reduziu as estimativas para as ações de mineração.

O índice S&P/TSX Global Base acumula queda de cerca de 50% nos últimos 12 meses contra baixa de 15% do S&P 500. A piora do mercado deixou o índice de força relativa do S&P 500 em níveis sobrevendidos.

Aprenda a investir na bolsa

LaFemina recomenda que investidores se concentrem em mineradoras “de baixo risco e balanços fortes e ativos de alta qualidade em jurisdições relativamente seguras”.

Sua principal aposta é a Rio Tinto, enquanto destaca que ações da Vale (VALE3) e Anglo American são mais arriscadas, mas estão “muito desvalorizadas”. Ele também reiterou a classificação equivalente à compra para a Freeport-McMoRan e First Quantum Minerals, pois seus valuations são “muito convincentes”, apesar do maior risco.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!