Mid-caps em consumo, saúde e TI são boas opções nos EUA, diz Merrill Lynch

Setores mencionados apresentam bons fundamentos e encontram-se baratos frente a opções mais defensivas

SÃO PAULO – Quanto mais volátil se torna o mercado financeiro, maior é o trabalho requerido do investidor para garimpar boas opções de investimento. Olhando para os setores de nível médio de capitalização em Wall Street, analistas da Merrill Lynch destacaram as opções mais atraentes.

Com a desaceleração da economia norte-americana, os papéis de empresas ligadas ao setor de consumo foram gravemente penalizados. No entanto, os analistas da instituição chamam a atenção para oportunidades em papéis ligados ao consumo.

Destaque

Segundo o estudo da Merrill Lynch, o segmento revela-se a opção mais atraente em bases absolutas, em especial ao analisarem-se seus múltiplos, pois os papéis deste segmento têm sido negociados com grande desconto frente aos seus patamares históricos.

“Quando observamos avaliações relativas, os setores de consumo (Consumer Discretionary) e tecnologia da informação continuam como uma opção, uma vez que os valuations dos dois grupos são negociados ao menos com 7% de desconto em relação a suas médias de longo prazo.”, afirmam os analistas.

Outras opções

Outros setores, como tecnologia de informação e saúde, também apresentam características próximas, ao contrário do que ocorre com os setores de energia, saneamento e indústria, cujas projeções foram recentemente elevadas pelo mercado.

Até mesmo por terem sua característica mais defensiva, seus papéis sofrem menos com as flutuações dos ciclos econômicos, ao contrário das ações ligadas ao consumo, sendo considerados caros pelos analistas em bases relativas.