Microsoft tem previsão de receita e lucro rebaixada por bancos dos EUA

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A Microsoft, maior empresa mundial de softwares, fechou o pregão desta quinta-feira em queda de 6,28%, causada, sobretudo, pelo rebaixamento das expectativas de receita e lucro nas projeções da empresa por bancos de investimentos norte-americano para o próximo ano.

O banco de investimentos Goldman Sachs anunciou um corte de 1,5% na previsão de lucro da Microsoft, uma das empresas de maior peso na composição dos índices da Nasdaq. A Goldman estima lucro por ação de US$ 1,88 contra os US$ 1,91 previstos inicialmente. Ao mesmo tempo, a Lehman Brothers também rebaixou as projeções de vendas da gigante de tecnologia. A projeção agora é de receitas de US$ 25,9 bilhões em 2001, US$ 630 milhões menores que o consenso inicial.

Apesar das receitas derivadas de softwares para PCs não corporativos corresponderem a 10% das vendas totais da Microsoft, a Goldman disse que a revisão é moderada, pois conta com a manutenção das vendas dos outros produtos da empresa. Os principais motivos do rebaixamento, divulgado pelos dois bancos norte-americanos, foram a redução da demanda de PCs e a queda nos gastos mundiais com informática, previstas para ocorrer no próximo ano.

A Microsoft fechou cotada a 53,125, queda de 6,28%, acumulando perda de 54,50% em 2000, contra uma baixa de 31,81% no índice Nasdaq Composite no mesmo período.

Compartilhe