Europa

Mersch, do BCE, deseja ver avanço maior da inflação na zona do euro

Em março, o BCE lançou um programa para comprar 60 bilhões de euros (US$ 67,1 bilhões) de bônus majoritariamente de governos ao mês

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O Banco Central Europeu (BCE) precisará ver uma “evidência convincente” de que a inflação está voltando à meta de quase 2%, antes de “declarar vitória”, disse Yves Mersch, membro do conselho executivo do BCE, nesta quinta-feira.

“Nós pretendemos continuar com nossas compras de setor público até meados de setembro de 2016 e, de qualquer modo, até que vejamos um ajuste sustentado na trajetória da inflação”, afirmou Mersch durante discurso em Londres, publicado no site do BCE. “Assim que tenhamos evidência convincente de que a inflação retornou aos níveis sustentáveis, em linha com nosso objetivo, poderemos declarar vitória”, afirmou ele.

Em março, o BCE lançou um programa para comprar 60 bilhões de euros (US$ 67,1 bilhões) de bônus majoritariamente de governos ao mês, em um esforço para levar a inflação para mais perto da meta de médio prazo de quase 2%. O BCE informou que o programa será mantido até o fim de setembro de 2016 ou até que esteja claro que a inflação está na meta.

Aprenda a investir na bolsa

Mersch disse que a recuperação da zona do euro está ocorrendo “a um ritmo moderado”, mas com sinais “encorajadores” de que ela está se disseminando. Ele acrescentou que uma política acomodatícia é condição necessária para a recuperação continuar. Além disso, enfatizou que os governos dos países precisam fazer sua parte, com reformas estruturais.