Mercados voltam à trajetória de ganhos em dia marcado por importantes referências

Além de notícias vindas do plano corporativo, minuta do Fed e PIB do Japão dão peso à agenda externa; Ibovespa sobe 1,90%

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois da forte instabilidade enfrentada na véspera, os mercados voltam à trajetória de ganhos nesta quarta-feira (20), em dia de importantes referências tanto no plano econômico quanto no corporativo. No Brasil, o Ibovespa estende o movimento verificado na abertura da sessão com alta de 1,90%, ficando novamente acima dos 52 mil pontos.

Contribuindo para os negócios em Wall Street, o Bank of America anunciou que conseguiu levantar US$ 13,47 bilhões em uma oferta pública de ações, ficando ainda mais próxima da meta dos US$ 33,9 bilhões requeridos pelo governo dos EUA. No setor automotivo, a General Motors afirmou que possui três ofertas de compra para sua unidade europeia, a Opel.

Aprenda a investir na bolsa

Destaque também para o resultado acima das expectativas da varejista Target, que lucrou US$ 522 milhões no primeiro trimestre de 2009. Do lado negativo, a HP (Hewlett Packard) divulgou guidance preocupante para este ano, prevendo queda de até 5% de suas receitas no período. No mais, é grande a expectativa dos investidores pela ata da última reunião do Federal Reserve, a ser divulgada durante a tarde.

Na Europa, por sua vez, o foco fica com o prejuízo de £ 338 milhões da London Stock Exchange Group – empresa que administra as bolsas de Londres e Milão – no ano fiscal de 2008. Na Ásia, as referências corporativas são ofuscadas pela queda recorde do PIB (Produto Interno Bruto) do Japão.

Agenda

No âmbito doméstico, a agenda conta apenas com o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) referente ao segundo decêndio de maio. No período, o indicador apontou deflação de 0,14%, após a variação negativa de 0,33% registrada no mesmo intervalo do mês anterior.

Nos EUA, enquanto a ata da última reunião do Federal Reserve não é divulgada, os investidores avaliam o anúncio de que os estoques de petróleo do país apresentaram um forte recuo de 2,1 milhões de barris na última semana, superando as estimativas dos analistas, que apontavam para queda de 1,15 milhão de barris.

No Reino Unido, por sua vez, destaque para a minuta do último encontro do BoE (Bank of England), que revelou que a decisão de manter a taxa básica de juro da região em 0,50% ao ano foi apoiada por todos os membros do colegiado, assim como a adesão ao plano de ampliar a base monetária através da emissão de £ 50 bilhões em moeda.

Por último, mas não menos importante, foi divulgado que o PIB do Japão teve queda recorde de 4,0% no primeiro trimestre de 2009, ficando levemente acima das expectativas (-4,2%). Foi a quarta queda trimestral consecutiva da economia japonesa, que apresentou contração anualizada de 15,2% ao final de março deste ano.

Treasuries

PUBLICIDADE

O preço das notas do Tesouro dos EUA opera em queda, com os investidores aguardando novas atuações do governo. Nesta quarta-feira, o Fed deve adquirir Treasuries com vencimento entre sete e dez anos. Desde o início das operações, o Banco Central norte-americano já comprou mais de US$ 100 bilhões em notas.

Petróleo

O preço do barril de petróleo é negociado com valorização em Londres e Nova York, intensificando o movimento após a divulgação do surpreendente recuo dos estoques norte-americanos da commodity na última semana.

Dólar e DI

No mercado de câmbio, em linha com o clima favorável nas bolsas, a moeda norte-americana registra queda de 0,74% frente ao real, sendo cotada a R$ 2,020. Os juros futuros, por sua vez, também apresentam declínio na BM&F Bovespa, reagindo também aos dados de inflação.

Bolsa

O Ibovespa
apresenta alta de 1,90% nesta tarde e atinge 52.323
pontos. O volume financeiro é de R$ 2,558 bilhões.

O principal destaque positivo fica com as ações Perdigão ON
(PRGA3), que registram
valorização de 7,86% e são
cotadas a R$ 36,66.
Com essa variação, a alta acumulada desde o início do ano chega a 23,27%.

Por outro lado, o pior desempenho fica com os papéis
Braskem PNA (BRKM5),
que são cotados a R$ 7,79 e apresentam forte baixa de 3,59%.

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
PRGA3 Perdigão ON 36,66 +7,86 +23,27 56,81M
SDIA4 Sadia PN 4,64 +7,41 +23,73 71,34M
VCPA4 VCP PN 22,89 +3,95 +27,66 12,12M
ITUB4 Itau Unibanco PN 30,57 +3,80 +19,05 87,28M
CSNA3 Sid Nacional ON 45,40 +3,53 +67,28 54,87M

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia% AnoVol1
BRKM5 Braskem PNA 7,79 -3,59 +40,36 6,50M
RDCD3 Redecard ON 26,96 -3,37 +7,95 46,20M
LIGT3 Light ON 24,00 -2,44 +21,12 2,58M
LAME4 Lojas Americanas PN 9,56 -1,65 +53,05 14,83M
JBSS3 JBS ON 6,22 -1,58 +27,62 18,81M

PUBLICIDADE


* – Lote de mil ações
1 – Em reais (K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão)