Méliuz (CASH3) conclui venda da Bankly e Acessopar; Camil (CAML3) ajusta valor de JCP e Cogna (COGN3) tem mudança acionária

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (28)

Felipe Moreira

Cartão Méliuz (Foto: Divulgação)

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (28) tem como destaque a conclusão da venda das ações do Bankly e da Acessopar pelo Méliuz (CASH3).

A Camil (CAML3) ajustou o valor bruto de JCP de R$ 0,072904683 por ação para R$ 0,072968520 por ação.

Já a GetNinjas (NINJ3) elegeu novo Diretor Presidente e de Relações com Investidores da companhia.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Cogna (COGN3) informou que a BlackRock aumentou posição acionária na companhia.

Casas Bahia (BHIA3) aprova grupamento de ações na proporção de 25 para 1.

Bradesco (BBDC4) informou que vice-presidente Eurico Fabri renunciou ao cargo .

Continua depois da publicidade

Confira mais destaques:

Méliuz (CASH3)

O Méliuz (CASH3) concluiu a alienação de 100% das ações de emissão da Acesso Soluções de Pagamento S.A. (Bankly) e de 100% das ações de emissão da Acessopar Investimentos.

A implementação da operação resultou na troca de controle da Acessopar e, indiretamente, da Bankly, ao banco BV S.A.

Tendo em vista as aprovações concedidas pelas autoridades aplicáveis, incluindo o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e Banco Central do Brasil (BACEN), além do cumprimento ou renúncia, conforme o caso, das demais condições precedentes, foi realizada nesta data a consumação da operação.

O Méliuz informa que convocará em breve a Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre a redução do capital social da companhia no valor de R$ 210 milhões.

Camil (CAML3)

A Camil (CAML3) atualizou o valor bruto unitário por ação ordinária de juros sobre capital próprio (JCP), para exclusão do cálculo de ações em tesouraria na data base desta segunda-feira (27). A partir desta terça (28), as ações passam a ser negociadas “ex-JCP”.

Com isso, o valor bruto unitário por ação ordinária foi ajustado de R$ 0,072904683 para R$ 0,072968520. O montante bruto total a ser pago é de R$ 25 milhões.

GetNinjas (NINJ3)

A GetNinjas aprovou a destituição do atual Diretor Presidente e de Relações com Investidores da Companhia e eleição dos seus substitutos, bem como a destituição do Diretor Financeiro da companhia e eleição de sua substituta.

Dessa forma, foram destituídos Eduardo Orlando L’Hotellier, ao cargo de Diretor Presidente e de Relações com Investidores da Companhia, e Lucas Vilas Boas Arruda, ao cargo de Diretor Financeiro da companhia.

Para substituí-los foram eleitos (i) Leonardo Luiz Meneses Pereira, para o cargo de Diretor Presidente; (ii) Thiago Souza Gramari, para o cargo de Diretor de Relações com Investidores; e (iii) Fabiana Franco, para o cargo de Diretora Financeira, todos para um mandato de 2 anos.

Cogna (COGN3)

A BlackRock informou sobre a alienação e aquisição, respectivamente de instrumentos financeiros derivativos, com liquidação financeira, referenciados em ações ordinárias emitidas pela Cogna denominados “contracts for difference” (“CFDs”).

No Comunicado do dia 21 de novembro de 2023 as participações societárias detidas pela BlackRock, de forma agregada eram de (i) 92.581.540 CFDs, representando aproximadamente 4,933% do total de ações ordinárias emitidas pela Companhia; e (ii) 170.982.128 ações ordinárias, representando aproximadamente 9,111% do total de ações ordinárias emitidas pela Companhia.

Por sua vez, no Comunicado do dia 24 de novembro de 2023 as participações societárias detidas pela BlackRock, de forma agregada passaram a ser de (i) 94.160.487 CFDs, representando aproximadamente 5,017% do total de ações ordinárias emitidas pela companhia; e (ii) 173.790.965 ações ordinárias, representando aproximadamente 9,260% do total de ações ordinárias emitidas pela companhia.

Randoncorp (RAPT4)

A Randoncorp (RAPT4) comunicou que, como resultado de seus processos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico realizados em conjunto com o Instituto Hercílio Randon (IHR), desenvolveu uma nova tecnologia destinada e aplicável a veículos autônomos, que consiste em uma solução integrada de hardwares, inteligência artificial e machine learning.

Segundo comunicado, esta inovação está passando por testes aplicados em um produto criado pela Companhia para este fim e cujo conceito baseia-se em algoritmos focados na dinâmica de veículos autônomos de transporte e movimentação de carga sobre semirreboque.

Isa Cteep (TRPL4)

A Isa Cteep realizou, no dia 27 de novembro de 2023, o resgate antecipado facultativo total das notas promissórias comerciais de sua 8ª emissão, com o seu consequente cancelamento. O valor final do resgate antecipado foi de R$ 1,615 bilhão.

Banco BMG (BMGB4)

O Banco Bmg (BMGB4) afirmou na última segunda-feira, 27, que não tem intenção de fechar ao capital na B3 após um pedido de esclarecimento feito pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre nota divulgada pelo colunista Lauro Jardim, no jornal O Globo.

Equatorial (EQTL3)

Os acionistas da Equatorial Pará Distribuidora de Energia aprovaram o pagamento dos dividendos aprovados em Assembleia Geral Ordinária (AGO), realizada em 28 de abril de 2023, será efetuado em 05 de dezembro de 2023, no valor total de R$ 325,9 milhões.

Vibra Energia (VBBR3)

A Vibra Energia (VBBR3) confirmou o recebimento de proposta não-vinculante da Eneva ([ativo=ENEV3) para o início de estudo visando à combinação de negócios das companhias. A Vibra disse que analisará o conteúdo da proposta de forma detalhada.

A proposta, inicialmente válida por 15 dias, resultaria na maior distribuidora de combustíveis do Brasil, a maior plataforma de geração termoelétrica e seria a terceira maior empresa listada de energia do Brasil com valor de mercado, potencialmente levando a um crescimento significativo da liquidez de ações, com a expectativa de que seja superior a R$ 300 milhões por dia.

Casas Bahia (BHIA3)

Os acionistas do Grupo Casas Bahia (BHIA3) aprovaram o grupamento das ações ordinárias de emissão da companhia na proporção de 25 para 1, sem alteração do atual capital social da varejista.

O capital social da empresa de R$ 5,449 bilhões passará a ser dividido em 95.083.231 ações ordinárias distribuídas entre os acionistas na mesma proporção por eles detida no momento imediatamente anterior à aprovação do grupamento de ações.

Bradesco (BBDC4)

Eurico Fabri, vice-presidente do Bradesco (BBDC4) responsável pelas áreas de corporate, internacional e pelo Bradesco BBI, renunciou à posição, alegando razões pessoais, informou a assessoria de imprensa do banco nesta segunda-feira.

Além disso, a diretora executiva Walkiria Schirrmeister, responsável pelas áreas de infraestrutura de tecnologia da informação (TI) e governança de TI, também apresentou renúncia, nesse caso em função de antecipação de aposentadoria, de acordo com o banco.

O Bradesco afirmou que ainda não elegeu substitutos para os cargos.

O banco anunciou na semana passada que seu conselho de administração promoveu Marcelo de Araújo Noronha ao cargo de presidente-executivo do grupo financeiro, em substituição a Octavio de Lazari Junior.