Maioria das bolsas latino-americanas encerra pregão em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

Nesta sexta feira as bolsas latino-americanas fecharam em alta generalizada, influenciadas pela valorização dos índices norte-americanos. Em função do Feriado de Dia de Ação de Graças de ontem, a Bolsa de Nova York encerrou o pregão de hoje mais cedo, às 13:00 do horário de Nova York. O Nasdaq Composite fechou em forte alta de 5,14%, enquanto o Dow Jones Industrial e o S&P 500 fecharam com variações positivas de 0,68% e 1,47%, respectivamente.
O índice Merval da Bolsa de Buenos Aires fechou em alta de 0,81%, apesar da greve nacional contra as políticas econômicas recentemente adotadas pelo governo argentino. A greve, que está prevista para durar 36 horas e foi iniciada ao meio-dia de ontem, foi pacífica. Em Buenos Aires, a paralização do transporte público foi total e o comércio da região central da cidade ficou praticamente fechado. Segundo o jornal argentino Clarín, o Poder Executivo argentino deve definir esta noite se enviará, ou não, ao Congresso o projeto de reforma da previdência. A reforma, que é condição básica para iniciar as negociações de um pacote com o FMI, poderá ser encaminhada para votação ao Congresso, aumentando o tempo para sua aprovação, ou ser aprovada por decreto. A missão do FMI, responsável pela negociação do pacote de ajuda financeira à Argentina, chegará ao país no domingo. Os destaques de alta ficaram com as ações do banco BSCH (5,26%), Telefônica (3,15%), com o grupo Financiero Galicia (2,88%) e Garovaglio y Zorraquin (2,63%). Por outro lado, a Transportadora de Gas del Sur (-3,31%) e o Banco Galicia y Buenos Aires (-1,53%) foram as únicas ações entre os componentes do índice Merval que registraram queda.
O IPC da Bolsa do México encerrou o pregão em alta de 0,98%, acompanhando a tendência dos mercados da América Latina. Investidores esperam que a nova equipe econômica do presidente eleito Vicente Fox reduza os gastos do governo, permitindo a continuação dos cinco anos de expansão da economia mexicana. O futuro presidente do México iniciará o seu mandato na próxima sexta-feira (01/12/00). As maiores altas dentre os componentes do índice IPC foram Grupo Elektra (3,81%), Grupo Industrial Alfa (2,06%), Carso Global Telecom (2,02%) e Telmex (1,96%). Contrariando a tendência da bolsa, os destaques de queda foram o Consórcio Ara (-1,03%) e o Grupo Financiero Inbursa (-0,96%).
O ISBVL da Bolsa de Lima fechou em alta de 0,26%, após a declaração do novo presidente peruano, Valentin Paniagua. Paniagua que assumiu a presidência peruana na quarta-feira depois da renúncia de Fujimori, negou qualquer hipótese de reestruturação geral da dívida mas garantiu que o Peru cumprirá com as suas obrigações. Para alguns investidores, a declaração do presidente, feita em um momento de transição política, poderá afastar os investidores.






















Outros mercados: Brasil Ibovespa 0,15%
Venezuela IBVC 1,11%
Chile IPSA 0,29%
Colômbia IBB 0,37%

Compartilhe