Maioria das bolsas européias fecha o pregão em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A maioria das bolsas européias fechou em alta nessa quinta-feira. Os mercados norte-americanos abriram em valorização, mas já no final dos principais pregões europeus as ações de tecnologia pressionavam os índices, que começaram a reverter a tendência. Os mercados europeus, por sua vez, operaram com pouco volume e foram influenciados por acontecimentos internos, sendo que o principal destaque na Europa ficou com a alta da bolsa de Paris e com a queda no setor de telecomunicações.

A Bolsa de Londres encerrou suas negociações em ligeira valorização, com o índice FTSE-100 ganhando 0,08%. Entres as altas estavam a companhia de investimentos 3i Group (+4,13%), a transportadora Peninsular & Oriental Steam Navigation (+2,80%) e a seguradora Allied Zurich (+2,79%). O principal destaque de baixa do pregão de pouco volume foi para as ações da maior empresa mundial de telefonia, a Vodafone (-1,89%), com a notícia de que a empresa deverá sofrer um processo bilionário nas cortes norte-americanas, movido por clientes que dizem que seus aparelhos de telefone celular podem ter influenciado no desenvolvimento de câncer no cérebro. Além disso, caíram as ações da Baltmore Technologies (-4,11%), Telewest Communications (-3,20%) e British American Tobacco (-2,11%).

Já em Paris, o índice CAC 40 fechou com elevação de 1,08%. Entre os papéis que subiram, estavam a montadora Renault (+4,72%), Tompson Multimídia (+4,52%), a seguradora Group AXA (+4,33%), a hoteleira Accor (+4,08%) e a seguradora AGF (+3,04%). Por outro lado, fecharam em queda as ações da France Telecom (-2,06%), influenciada pelos rumores em torno do processo contra a Vodafone. Além disso, também caíram os papéis da Danone (-1,11%) e da Michelin (-0,78%).

Em Frankfurt, o índice DAX 30 operava em alta de 0,31% às 17h00 de Brasília. Destacam-se entre as maiores altas do pregão alemão, as ações da seguradora Müenchener Rueckvers (+3,54%), Volkswagen (+2,96%), Dresdner Bank (+2,01%) e da empresa de software empresarial SAP (+1,76%). Entre as quedas, mais uma telecom foi afetada pelo processo contra a Vodafone, com destaque para a Deutche Telekom (-2,94%), o conglomerado Linde (-2,49%), a mineradora Thyssenkrupp (-2,37%) e a varejista Karstadt Quelle (-1,98%).

Contrariando a tendência, a Bolsa de Madri encerrou suas negociações em ligeira baixa, com o índice IBEX 35 beirando a estabilidade, com queda de 0,03%. Os principais destaques negativos do pregão ficaram com os papéis da empresa de biotecnologia Zeltia (-8,91%), do Grupo Ferrovial (-4,20%) e Telepizza (-3,69%).











































Outros Mercados: Milão MIB 30 +0,43%
Amsterdã AMS Exchange +0,88%
Zurique Swiss Market +0,86%
Lisboa BVL 30 -1,07%
Moscou Moscow Times +0,97%
Bruxelas BEL 20 +0,73%
Istambul ISE National-100 não operou
Estocolmo Stockholm General +0,58%
Compartilhe