Maioria das bolsas européias fecha em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A maioria das bolsas européias fechou em alta nesta quinta-feira,
influenciada pelo bom desempenho da bolsa norte-americana Nasdaq. Os principais
destaques positivos ficaram com as
ações de tecnologia e telecomunicações, apesar da queda dos papéis do setor tecnológico
até o momento na Alemanha e da
previsão de resultados negativos anunciada pela empresa de telefonia móvel sueca
Ericsson, que derrubou a Bolsa de
Estocolmo. Mas o grande destaque negativo do mercado europeu ficou com o setor
farmacêutico, que foi afetado pelas quedas nas ações das empresas do setor no Reino Unido
em função da descoberta de que vacinas contra a polio estavam contaminadas por BSE (a
doença da vaca louca).

O índice britânico FTSE-100 avançou 0,92%. As principais altas do pregão foram das
empresas de tecnologia Logica
(11,9%), Baltimore Technologies (10,5%) e Bookham Technology (+8,5%),
além das empresas de telecomunicações Colt Telecom (+7,3%), British Telecom (+5,1%) e
Vodafone (+2,6%). Já as quedas
mais significativas do pregão foram das farmacêuticas Astra Zeneca (-4,3%), SmithKline
Beecham (-3,1%) e Glaxo Wellcome
(-2,8%).

O índice CAC 40, que mede a variação da Bolsa de Paris, apresentou alta de 1,37%. As
ações da empresa de consultoria Equant (+8,1%), da companhia de equipamentos elétricos
Scheneider Electric (-6,2%) e das
tecnológicas STMicroelectronics (+4,8%) e Alcatel (+2,2%) conduziram o bom desempenho da
bolsa francesa. A France
Telecom também avançou de forma
considerável, subindo 4,8%. Por outro lado, as farmacêuticas Sanofi-Synthelabo e Aventis
caíram 2,1% e 1,2% registraram as
quedas mais significativas do dia.

Já a Bolsa de Frankfurt recuava 0,18%, às 14h15 (horário de Brasília), influenciada pelos
papéis da fabricante de
semicondutores Infineon Tech e da empresa de tecnologia SAP, que contrariavam a tendência
do mercado e apresentavam
baixas de 4,3% e 3,6%, respectivamente. As farmacêuticas Schering (-2,7%) e Bayer (-2,4%),
acompanhavam as demais
empresas do setor do mercado europeu, registrando quedas consideráveis. Em
contrapartida, os melhores desempenhos do
pregão eram apresentados pelo Deutsche Bank (+3,5%) e pela Deutsche Telekon (2,2%).

Na Bolsa de Madri, o índice IBEX 35 avançou 0,74%. As ações do setor bancário foram os
principais destaques positivos,
com o Bankinter (+4,7%), Banco Popular Español (+2,2%) e BBV (+2,0%), enquanto as
petrolíferas Gas Natural e Repsol
subiram 2,5% e 1,7%, respectivamente, e os papéis da Telefónica registraram alta de 1,0%.
Já as quedas mais significativas
foram da empresa de biotecnologia Zeltia (-2,8%) e do provedor de internet Terra Networks (-
0,8%).






































Outros mercados: Milão MIB 30 +0,51 %
Amsterdam AMS Exchange +1,07 %
Zurique Swiss Market -0,53 %
Lisboa BVL 30 -0,85 %
Moscou Moscow Times +3,56 %
Bruxelas BEL 20 +0,74 %
Estocolmo Stockholm General -3,44 %
Compartilhe