As três vencedoras do maior leilão de transmissão de energia já feito no Brasil

Segundo a agência reguladora Aneel, o desconto médio do leilão calculado com base nos lances ganhadores foi de 40,85%

Reuters

Linha de Transmissão de Energia (Divulgação/Aneel)

Publicidade

SÃO PAULO (Reuters) – O maior leilão de transmissão de energia já realizado no Brasil teve como vencedoras a chinesa State Grid, que levou o principal empreendimento com aportes previstos de 18 bilhões de reais, a espanhola Celeo Redes e a brasileira Alupar (ALUP11) em consórcio com o fundo Mercury.

A licitação desta sexta-feira garantiu a contratação de 21,7 bilhões de reais em investimentos em linhas de transmissão de energia, que vão expandir a capacidade de escoamento da energia renovável gerada no Nordeste para os centros de carga do Sudeste.

O principal projeto ofertado, um bipolo de transmissão em corrente contínua, foi arrematado pela State Grid, que ofereceu uma receita anual permitida (RAP) de 1,94 bilhão de reais pelo empreendimento, representando um deságio de 39,90% ante o valor máximo estabelecido.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A companhia chinesa terá de realizar investimentos de cerca de 18 bilhões de reais para erguer o bipolo corrente contínua (HVDC, na sigla em inglês), com prazo previsto de 72 meses para implantação.

A State Grid é um dos maiores grupos do setor de transmissão brasileiro, controlando 24 concessionárias, sendo 19 próprias e 5 joint ventures. Ao todo, a subsidiária da estatal chinesa opera mais de mais de 16 mil quilômetros de linhas no país.

A Alupar saiu vencedora do lote 2 do leilão, ao ofertar uma RAP de 239,5 milhões de reais, significando um desconto de 47,01%. Já o lote 3 foi arrematado pela espanhola Celeo Redes, por 101,2 milhões de reais de RAP, deságio de 42,39%.

Continua depois da publicidade

A Eletrobras (ELET3;ELET6), bastante aguardada na concorrência por ser a maior operadora de linhas de transmissão do Brasil e estar com fôlego financeiro para crescer no segmento, chegou a participar da disputa pelos lotes 2 e 3, mas não apresentou propostas vencedoras.

Segundo a agência reguladora Aneel, o desconto médio do leilão calculado com base nos lances ganhadores foi de 40,85%.