Derrocada da Mt. Gox

Maior corretora de bitcoin pede proteção contra falência; dívida é de US$ 63,6 mi

Os problemas na Mt. Gox começaram em meio a um suposto rombo milionário, com o desaparecimento dos servidores da empresa de 744,408 mil bitcoins, o equivalente a R$ 820 milhões

SÃO PAULO – Após “desaparecer” e perder quase 750 mil clientes, a Mt. Gox, maior corretora da moeda bitcoin, anunciou pedido de proteção contra falência nesta sexta-feira (28). A empresa, segundo o advogado da companhia, possui uma dívida de US$ 63,6 milhões. 

Segundo informações do Wall Street Journal, o proprietário do Mt. Gox, Mark Karpeles, teria pedido desculpas aos clientes e afirmou que as questões técnicas havia aberto caminho para saques fraudulentos, que culminaram nos problemas da companhia. 

“Houve alguma fraqueza no sistema e os bitcoins desapareceram. Peço desculpas pelos problemas”, destacou Karpeles durante uma entrevista coletiva. O advogado da empresa destacou ainda, em entrevista coletiva, que a Mt. Gox possui dívida de US$ 63,6 milhões. 

PUBLICIDADE

Com isso, não se sabe o que pode acontecer com o dinheiro virtual dos clientes da Mt. Gox ou como deverá ser o procedimento para recuperar o seu dinheiro ao redor do mundo. Os problemas na Mt. Gox começaram em meio a um suposto rombo milionário, com o desaparecimento dos servidores da empresa de 744,408 mil bitcoins, o equivalente a R$ 820 milhões. 

Depois de voltar após um dia desaparecida, a Mt. Gox fez dois anúncios nesta semana. Na terça-feira, ela disse que tinha decidido encerrar todas as operações “para proteger a corretora e os usuários”. Já na quarta-feira , Karpeles destacou que ainda estava no Japão e “trabalhava arduamente” para encontrar uma solução para os “problemas recentes”. A Mt. Gox já chegou a lidar com mais de 80% das transações da moeda virtual. 

Muitos dos investidores da corretora afirmam que tem pouca esperança em recuperar seu dinheiro. Muitos deles alegam ter algumas centenas de milhares de dólares nos cofres virtuais da Mt. Gox.