Balanço

Lucro líquido da Itaúsa cai 59% no primeiro trimestre de 2020, para R$ 1 bilhão

O retorno sobre o patrimônio líquido da holding também sofreu redução, indo de 18,8% nos três primeiros meses de 2019 para 7,6% no fim de março de 2020

SÃO PAULO — O lucro líquido da Itaúsa (ITSA4), holding do banco Itaú (ITUB4), caiu 59,3% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 1,012 bilhão.

Já o lucro líquido recorrente, que considera realocações feitas entre resultados recorrentes e não recorrentes de 2019, caiu 53,4%, para R$ 1,062 bilhão.

“O principal impacto ocorreu no resultado de equivalência patrimonial do Itaú Unibanco que retraiu cerca de 45% no período devido, essencialmente, a maior despesa com perdas esperadas com operações de crédito”, explicou a companhia em relatório.

“Outro impacto no primeiro trimestre ocorreu no resultado da NTS (classificado como ativo financeiro), que sofreu redução no seu valor justo e também efeitos negativos de variação cambial sobre a parcela a prazo em dólar do valor investido”, completou a Itaúsa.

Com a queda no lucro, o ROE (retorno sobre o patrimônio líquido) da empresa também sofreu redução, indo de 18,8% nos três primeiros meses de 2019 para 7,6% no fim de março deste ano. O ROE recorrente passou de 17,3% para 7,9%.

Os ativos totais da Itaúsa cresceram 2,3% na comparação anual, totalizando R$ 55,598 bilhões nos três primeiros meses de 2020. Já o patrimônio líquido da holding subiu 3,1%, para R$ 51,962 bilhões.

Quer viver do mercado financeiro ou ter renda extra? Experimente de graça o curso do Wilson Neto, um dos melhores scalpers do Brasil