After Market

Lucro da Renner sobe 15%; 2 resultados, Eletrobras e mais 2 notícias no radar

Confira os principais destaques corporativos da noite desta quinta-feira

SÃO PAULO – A temporada de resultados começa a ganhar força e a noite desta quinta-feira (22) marca a divulgação de mais 3 balanços do terceiro trimestre. Além disso, notícias envolvendo a Eletrobras e a Fibria anunciando dividendos intermediários também ficam no radar. Confira os destaques:

Lojas Renner
A Lojas Renner (LREN3) teve lucro líquido de R$ 96 milhões no terceiro trimestre, alta de 15,1% na comparação anual, informou a varejista nesta quinta-feira. O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado total, que inclui produtos financeiros, subiu 12,8% na mesma base de comparação e encerrou setembro em R$ 230,5 milhões.

A média de estimativas de analistas apontava lucro líquido de R$ 92 milhões e Ebitda de R$ 225 milhões. No trimestre, a receita líquida operacional da Renner aumentou 18%, para R$ 1,42 bilhão. A receita líquida da venda de mercadorias, por sua vez, cresceu 19,2%, para R$ 1,25 bilhão. As vendas no conceito mesmas lojas — unidades abertas há mais de 12 meses — tiveram um avanço de 12,6%.

Grendene
A Grendene (GRND3) encerrou o terceiro trimestre com alta de 5,9% no lucro líquido ante igual período de 2014, a R$ 133,5 milhões. O volume de calçados vendidos pela companhia recuou 14,4% no trimestre, para 46,9 milhões de pares, mas a receita bruta subiu 0,6%, para R$ 734,5 milhões.

No mercado interno, a retração foi de 15,2% em volume, para 36,8 milhões de pares, o que levou a uma redução de 5,8% no faturamento bruto, para R$ 556,8 milhões.

Localiza
A empresa de gestão de frotas e aluguel de veículos Localiza (RENT3) teve lucro líquido de R$ 102,9 milhões no terceiro trimestre, resultado praticamente estável sobre o ganho de R$ 101,9 milhões obtido um ano antes.

A empresa apurou geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de R$ 238,8 milhões no período, queda de 1,1% sobre o resultado obtido um ano antes.

Apesar do volume de diárias ter ficado praticamente estável, a companhia teve queda de 2,5% na receita líquida da divisão de aluguel de carros sobre o terceiro trimestre do ano passado, para R$ 317 milhões.

Isso ocorreu uma vez que a tarifa média caiu para R$ 85,93 nos três meses encerrados em setembro ante R$ 88,23 no mesmo período de 2014. Na comparação com o segundo trimestre deste ano, porém, houve alta de cerca de 5% no valor das diárias da Localiza, que citou aumento de sua participação em segmentos “com maior tarifa no mix, mesmo com o viés promocional”.

PUBLICIDADE

Eletrobras
A Eletrobras (ELET3) afirmou nesta quinta-feira que ainda não foi concluída a avaliação financeira da distribuidora de energia Celg D, de Goiás, ao comentar notícia da Reuters que apontou que a estatal pode obter até R$ 5 bilhões com a venda do ativo, no qual tem participação majoritária.

Segundo a Eletrobras, uma vez que não foi concluída a avaliação, “não existe expectativa por parte da Eletrobras acerca dos valores que pretende obter com a referida venda”. A estatal de energia corre contra o tempo para viabilizar a venda até dezembro.

Helbor
Os lançamentos da Helbor (HBOR3) caíram 75,5% no terceiro trimestre ante o mesmo período do ano passado, para R$ 79,56 milhões. Já as vendas contratadas tiveram queda de 37,8%, para R$ 165,74 milhões. Enquanto isso, a velocidade de comercialização medida pelo indicador VSO (vendas sobre oferta) foi de 6,4%, ante 10,4% na comparação anual.

No acumulado dos nove meses encerrados em setembro, os lançamentos da Helbor encolheram 73,6%, para R$ 184,35 milhões. As vendas tiveram redução de 29,6%, para R$ 521,22 milhões. A VSO ficou em 12,9%, ante 24,9% do intervalo de janeiro a setembro do ano passado.

Fibria
A Fibria (FIBR3), atualmente a segunda melhor ação do Ibovespa no ano, com ganhos acumulados de 71,86% em 2015, convocou na noite desta quinta-feira (22) uma assembleia geral extraordinária para 30 de novembro, onde irá deliberar o pagamento de dividendos intermediários. O valor total anunciado pela companhia é de R$ 2 bilhões.

O valor equivale a R$ 3,612778081 por ação da companhia, o que segundo a cotação de fechamento do pregão de hoje, a R$ 55,52, representa um dividend yield de 6,50%.

“Considerando o saldo existente na Reserva para Investimentos da Companhia em 30 de junho de 2015, no valor de R$ 2.805.710.605,33, e tendo em vista a geração de caixa da Companhia, a Administração propõe a distribuição de dividendos intermediários em caráter extraordinário”, diz o comunicado da Fibria.

“O valor a ser distribuído a título de dividendo intermediário em caráter extraordinário, corresponde a, aproximadamente, 71% do montante existente na Reserva para Investimentos da Companhia. Nesse sentido e considerando a geração de caixa da Companhia no exercício de 2015, acima do esperado, a Administração da Companhia informa que a distribuição de referido valor não causará qualquer efeito adverso em seu plano de negócios ou sua perspectiva futura de investimentos”, completa a companhia.

PUBLICIDADE

Com Reuters

Como garimpar boas ações? Deixe seu email e descubra uma forma tão simples que até um menino de 10 anos consegue usar!