After Market

Lucro da CPFL dispara 263%, Petrobras suspende paralisação em fábricas de fertilizantes e mais 3 notícias

Veja as principais notícias corporativas desta noite

SÃO PAULO – Confira as principais notícias do radar corporativo na noite desta terça-feira (27):

Eletrobras (ELET6)
O conselho da estatal informou o mercado que aprovou, em 23 de março, a venda da totalidade de ações da SPE Intesa, em razão da dação em pagamento feita pelas subsidiárias Chesf e Eletronorte à Eletrobras. Segundo o comunicado, a iniciativa de desinvestimento em SPEs tem por objetivo promover a quitação de dívidas destas subsidiárias junto à Eletrobras, permitindo a redução de sua alavancagem e a melhoria da relação entre dívida líquida e Ebitda.

CPFL Energia (CPFE3)
A companhia registrou um lucro líquido de R$ 498 milhões no quatro trimestre de 2017, o que equivale a um crescimento de 262,6% em comparação com o resultado do mesmo período no ano anterior. A receita líquida registrada entre outubro e dezembro do ano passado foi de R$ 7,45 bilhões, em uma alta de 35,3% no mesmo comparativo.

PUBLICIDADE

Petrobras (PETR4)
A petrolífera vai adiar a paralisação das operações de suas fábricas de fertilizantes em Sergipe e na Bahia em 120 dias. A decisão ocorre após congressistas dos dois estados pressionarem a estatal a buscar uma solução alternativa para as unidades. De acordo com a Petrobras, as unidades de fertilizantes registraram prejuízo conjunto de R$ 800 milhões no ano passado.

Gerdau (GGBR4)
A companhia teve perspectiva alterada de negativa para estável pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s. Segundo a instituição, a mudança reflete o entendimento de que a Gerdau apresentou melhorias em sua flexibilidade financeira para negociar com ciclos de baixa de seus negócios, já que a capacidade ociosa no Brasil continua grande. O rating da siderúrgica foi reiterado em BBB-.

Copel (CPLE6)
A Itaipu Binacional e a Copel firmaram parceria para a instalação de postos de abastecimento para veículos elétricos (também chamados de eletropostos) no Paraná. No total, serão instaladas dez estações de recarga em 700 quilômetros da BR-277, cortando o Estado de Leste a Oeste, entre Paranaguá e Foz do Iguaçu. Cada eletroposto terá 50 kVA (kilovoltampere) de potência, o equivalente a dez chuveiros elétricos ligados ao mesmo tempo. Também contarão com três tipos de conectores, próprios para atender os modelos de carros elétricos ou híbridos disponíveis no mercado.

(com Agência Estado)