Desconto

Lucrativas, baratas e líquidas: as 25 ações da Bovespa que estão “em liquidação”

Geralmente, uma grande queda traduz-se em oportunidade para realizar compras na BM&FBovespa justamente por deixar várias ações "baratas"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ibovespa teve forte quedas nas últimas sessões, chegando a alcançar os 45.929 pontos pela 1ª vez desde 2009. Nesse cenário de queda, diversas ações passam a valer menos do que o seu patrimônio – ou seja, caso fossem liquidadas, o acionista recebe mais dinheiro do que o valor da ação. 

Geralmente, uma grande queda traduz-se em oportunidade para realizar compras na BM&FBovespa justamente por esse fato: diversas ações ficam baratas por conta do risco sistêmico. Muitas continuam lucrando o mesmo do que antes, ou até elevando seus ganhos, mas o temor por parte dos investidores com o ambiente de bolsa faz com que as cotações se dissipem.

Cabe ao investidor o bom-senso de procurar ações de empresas que estejam em boa situação e e estejam baratas – já que enquanto o principal índice da bolsa atinge a mínima desde 2009, diversas ações ainda não sinalizam esse cenário – mostrando resiliência às quedas.

PUBLICIDADE

Há alguns indicadores que podem ajuda: o P/L (Preço sobre Lucro) é o múltiplo usualmente mais utilizado, e lista quantas vezes o valor de mercado de uma empresa supera seu lucro anual. É perigoso esse tipo de avaliação a seco, já que cada empresa e setor tem uma média histórica.

Usualmente, setores com maior previsibilidade de resultados tendem a ter um P/L maior, como concessões rodoviárias, como CCR (CCRO3) e gerenciadoras de cartões, como a Cielo (CIEL3). Além disso, quando o lucro é muito baixo, o indicador tende a ficar distorcido. 

Há também o V/VPA (Valor Patrimonial por Ação), que é a relação do valor de mercado com o patrimônio de uma empresa – ou seja, indica qual vale menos ou mais do que seu patrimônio. Nos EUA, é comum que fundos comprem empresas nestas situações somente para vender o patrimônio. 

Esse também tem que ser tomado com cuidado, já que pode refletir a expectativa de queda de patrimônio ou empresas “inquebráveis” ou “incompráveis”, como as estatais. Assim, o InfoMoney lista 25 ações que estão com P/L positivo, P/VPA menor que 1 e que tenham tido liquidez superior à R$ 1 milhão por dia nos últimos meses.

Confira:

AçãoFechamento 20/06 (em R$)P/L*P/VPA**Liquidez diária (em R$ milhões)
Vale PN28,6416,681,00665,36
Even7,707,080,9927,98
Banco do Brasil21,154,910,98192,29
Bematech7,0110,730,951,10
Copasa39,659,990,9511,00
Rodobens14,658,820,892,32
Banco DayCoval ON8,766,640,895,75
Sonae Sierra23,9210,000,872,24
Triunfo10,973,090,861,62
SLC Agrícola17,1133,090,844,33
JBS5,9921,220,8440,83
Santander Brasil Unit13,9519,070,8453,08
MRV Engenharia6,686,580,8339,59
Gerdau12,8918,410,82102,02
Bradespar21,9217,010,8238,51
Magnesita6,8529,290,721,58
Copel PNB31,4511,060,6919,88
Metalúrgica Gerdau16,2417,490,6816,41
BR Properties17,346,340,6756,39
Petrobras PN17,0211,290,66600,40
Oi PN3,984,460,6647,181
Cesp PNB19,8823,860,6425,56
*: Preço sobre lucro
**: Preço sobre valor patrimonial