Lançamento

LoopiPay: fintech permite comprar e vender criptomoedas com PIX

Atualmente, a LoopiPay conta com mais de 100 ativos digitais e permite a negociação rápida deles com integração à diferentes wallets

Por  Rodrigo Tolotti -

Acaba de ser lançada no Brasil a fintech LoopiPay, uma nova empresa focada em ajudar usuários a comprar e vender criptomoedas por meio de PIX, tornando o processo de negociar ativos digitais mais rápido e fácil.

A ideia da empresa é servir como um intermediário no processo de compra e venda de criptoativos, conectando os usuários a diversos fornecedores de liquidez e sistemas de pagamentos regionais.

Atualmente, a LoopiPay conta com mais de 100 ativos digitais disponíveis em seu site e nas blockchains Polygon (MATIC), Avalanche (AVAX), Ethereum (ETH) e Binance, contando ainda com lançamentos semanais de novos tokens.

Cesário Martins, CPO da LoopiPay, afirma que toda transação é realizada por meio de uma plataforma fácil de usar e que irá auxiliar os usuários a evitarem as armadilhas comuns que acontecem ao comprar cripto.

Para utilizar a plataforma é preciso que o usuário tenha uma carteira descentralizada com tokens, como a MetaMask. Na primeira etapa, o usuário escolhe qual cripto quer transacionar, em seguida ele conecta a carteira no sistema. Depois é só realizar um PIX para a LoopiPay e em poucos segundos a empresa promete que as criptos estarão na carteira do cliente.

A companhia cobra uma taxa de 3% sobre o valor da transação, além da taxa de gás de rede, que é repassada para os mineradores.

“Em geral, se utiliza o caminho de comprar em corretoras centralizadas e enviar os tokens para sua carteira, passando por vários passos e pagando diversas taxas pelo caminho. A LoopiPay possui a solução para o problema, pois o usuário não precisa passar por uma infinidade de passos e taxas para enviar os tokens para sua carteira. Além disso, o cliente fica com a custódia dos ativos e consegue rapidamente utilizá-los para interagir com aplicativos na Web3”, explica Martins.

A LoopiPay ainda ressalta que um de seus diferenciais é a facilidade de negociar tokens utilizados em games Play-to-Earn (P2E), que são jogos que obrigatoriamente necessitam desses ativos e respectivas carteiras para que o usuário possa jogar. E muitas vezes as exchanges não oferecem essas criptos.

“A adoção das aplicações descentralizadas, dentre elas jogos e NFTs, vão aumentar à medida que descomplicamos a entrada desse mundo para os usuários. Nossa missão é tornar a compra e venda de tokens dos nossos usuários tão simples quanto os pagamentos online que já fazem atualmente”, afirma Ricardo Bechara, CEO da LoopiPay.

Já são mais de 20 moedas digitais voltadas para o mundo dos games, e a LoopiPay tem se tornado uma referência na comunidade, sendo recomendada em grupos de BombCrypto, por exemplo. A empresa permite a negociação de todos esse tokens Play-to-Earn.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe