Lojas Quero-Quero tem lucro ajustado de R$ 7,8 milhões no 4º trimestre, queda anual de 73,4%

Empresa divulgou seus resultados nesta quinta-feira (9), após o fechamento da Bolsa

Mitchel Diniz

Lojas Quero-Quero

Publicidade

O lucro líquido ajustado da Lojas Quero-Quero (LJQQ3) no quarto trimestre de 2022 sofreu uma queda de 73,4% na comparação com um ano antes, para R$ 7,8 milhões. Na comparação com o mesmo trimestre de 2019, período antes da pandemia, a cifra representa uma baixa de 52,5%.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 61,3 milhões. Houve queda de 5% em relação ao Ebitda de 2021 e crescimento de 24,1% na comparação com o mesmo período em 2019.

Na comparação anual, a receita operacional líquida de Lojas Quero-Quero avançou 9,2% no quarto trimestre, para R$ 615,1 milhões.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O indicador vendas mesmas lojas (SSS, na sigla em inglês), contudo, registrou um forte recuo, ficando negativo em 7,2%. Um ano antes, o SSS foi de -2%. No quarto trimestre de 2019, estava positivo em 6,8%.

As despesas operacionais da empresa tiveram uma ligeira alta de 1,2%, para R$ 175,6 milhões.

A companhia terminou 2022 com 529 lojas, 13,85% a mais do que um ano antes.

Continua depois da publicidade

O total de investimentos foi de R$ 22,5 milhões, queda de 5,8% em relação ao quarto trimestre de 2021.

Em 31 de dezembro de 2022, a dívida líquida de Lojas Quero-Quero era de R$ 77,8 milhões, ante R$ 72,7 milhões registrada ao final de 2021.

Mitchel Diniz

Repórter de Mercados