Documento do Fed

Livro Bege: maioria das empresas espera pressões inflacionárias até fim do ano

Documento foi publicado nesta quarta-feira, 13, e consiste em um sumário de opiniões que embasa as decisões monetárias do Federal Reserve

Por  Estadão Conteúdo -

A maioria das empresas nos Estados Unidos contatadas em pesquisa para o Livro Bege espera que pressões inflacionárias sigam persistentes ao menos até o fim do ano. O documento foi publicado nesta quarta-feira, 13, e consiste em um sumário de opiniões que embasa as decisões monetárias do Federal Reserve (Fed).

Em todos os distritos, foram reportados aumentos “substanciais” de preços em todos os estágios de consumo. Alta de custos em alimentos, commodities e energia em especial, combustíveis seguiu significativa, ainda que várias empresas tenham registrado desaceleração na inflação para tais categorias. Mesmo mais lento que nos meses recentes, os aumentos permaneceram “historicamente elevados”, diz o documento.

Ainda, 75% dos distritos notaram moderação nos preços para insumos de construção, como madeira e aço.

O Livro Bege mostra que diversos distritos demonstraram preocupações com menor demanda futura, mesmo com o “poder de precificação” estável. Em alguns setores, como viagens e hospedagem, as companhias foram “bem sucedidas” em passar aumentos de preços consideráveis aos clientes com pouca ou nenhuma reação.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe