Projeto para construção

Linha Manaus-Boa Vista tem licença de instalação do Ibama, diz Alupar

Em evento em Roraima, o presidente Jair Bolsonaro estimou que a obra deve levar cerca de três anos para ser executada.

Por  Reuters -

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O projeto para a construção do linhão de transmissão de energia que conectará Roraima ao sistema elétrico interligado do Brasil recebeu licença de instalação do órgão ambiental federal Ibama, informaram ao mercado nesta quarta-feira a Alupar (ALUP11) e a Eletrobras (ELET3;ELET6), responsáveis pelo empreendimento.

A linha, de 500 kV e 715 km de extensão, ligará Boa Vista a Manaus.

Em evento em Roraima, o presidente Jair Bolsonaro estimou que a obra deve levar cerca de três anos para ser executada.

“É o início das obras. Não será muito rápido, mas aproximadamente em três anos ela será concluída”, disse Bolsonaro, em Boa Vista.

O linhão em Roraima teve a concessão licitada pelo governo federal em 2011 e deveria estar em operação desde 2015, mas veio sofrendo dificuldades ao longo do tempo para avançar no licenciamento ambiental porque suas instalações cruzarão terras dos indígenas Waimiri-Atroari.

O projeto é de responsabilidade de Sociedade de Propósito Específico (SPE) constituída pela Alupar Investimento, proprietária de 51% das ações, em parceria com a Eletronorte, da Eletrobras, com 49% das ações.

Especialistas certificados das maiores corretoras do Brasil ensinam como ir do básico à renda extra crescente operando como trader na Bolsa de Valores. Inscreva-se Grátis

Compartilhe