Radar InfoMoney

Light vende fatia na Renova Energia por R$ 1; Vale produz 86,7 milhões de toneladas de minério no terceiro tri

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (14)

arrow_forwardMais sobre

No Radar InfoMoney desta segunda-feira destaque para Vale com a divulgação de relatório de produção do terceiro trimestre, Natura com detalhes sobre operação com Avon e Oi que poderá ofertar recebíveis de contas de telefonia móvel como garantia à investidores em capitalização.

Vale (VALE3)

Em meio a mais um dia de queda no preço do minério de ferro, com baixa de 2,36% em Dalian, os investidores ficam de olho no relatório de produção da Vale.

A produção de finos de minério de ferro alcançou 86,7 milhões de toneladas no terceiro trimestre, montante 35,4% superior ao registrado no segundo trimestre. A retomada das operações de Brucutu e o retorno parcial das operações de processamento a seco no Complexo de Vargem Grande, anunciados em junho e julho, respectivamente, contribuíram para este resultado, informou a empresa em relatório de produção e venda divulgado há pouco.

PUBLICIDADE

“A Vale espera retomar a produção remanescente de aproximadamente 50 Mt até o final de 2021, uma vez que diversos marcos foram alcançados e outros estão em andamento, incluindo a aprovação de testes de gatilho na mina para retomar as operações de processamento a seco e a autorização de testes de gatilho no TFA (Terminal Ferroviário de Andaime), um passo importante para desengargalar a logística do Complexo de Vargem Grande”, afirmou.

Segundo a empresa, o Sistema Norte mostrou forte desempenho operacional com um volume de produção de 55,4 Mt no terceiro trimestre, ficando 33,3% maior do que no segundo trimestre e 2,7% maior do que na comparação anual, incluindo a produção recorde de 20,4 Mt de S11D, consequência de seu ramp-up bem-sucedido. A Vale espera produzir 90 Mt em S11D em 2020.

A produção de pelotas da Vale totalizou 11,1 Mt entre julho e setembro, ficando 22,7% acima de abril a junho, “principalmente devido à maior produtividade das plantas de pelotização após o período de manutenção no segundo trimestre e à retomada das operações de Brucutu, que aumentou a qualidade do pellet feed fornecido às plantas do Sistema Sudeste”.

O volume de vendas de finos de minério de ferro e de pelotas totalizou 85,1 Mt no terceiro trimestre, ficando 20,2% acima do segundo trimestre, como resultado das retomadas de produção mencionadas acima.

“A Vale reafirma seu guidance de vendas de minério de ferro e pelotas de 307-332 milhões de toneladas, com expectativa de vendas próximas ao centro da faixa”, destacou.

A Vale informou ainda que sua subsidiária Vale Canada Limited (VCL) assinou um sumário para acordo futuro com a Sumitomo Metal Mining e a PT Indonesia Asahan Aluminium (Inalum) sobre a obrigação de desinvestimento da PT Vale Indonesia Tbk – mineradora de níquel, conforme exigido em aditivo contratual, de 17 de outubro de 2014, com o Governo da República da Indonésia.

PUBLICIDADE

“Atualmente, VCL e a SMM são acionistas da PTVI e detêm 58,7% e 20,1% das ações emitidas, respectivamente. A VCL e a SMM concordaram em cumprir as obrigações de desinvestimento de 20% de participação e a Inalum, empresa de mineração estatal que supervisiona os investimentos em mineração do Estado, foi nomeada pelo Governo da República da Indonésia para adquirir essa participação”, diz a Vale.

Segundo a mineradora, após a transação, a VCL e a SMM passarão a deter, em conjunto, aproximadamente 59% das ações da PTVI. “Os termos e condições finais serão acordados em documento definitivo, que as partes esperam assinar até o final de 2019”, afirmou a Vale, acrescentando que a conclusão da transação deve ocorrer dentro de seis meses após a execução do Acordo de Desinvestimento.

Light (LIGT3) e Renova (RNEW11)

A Light vendeu a totalidade de suas ações na Renova Energia, compostas por 7.163.074 ações ordinárias e 98 ações preferenciais, equivalentes a 17,17% do capital social, pelo valor de R$ 1,00, ao CG I Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia.

O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes, em especial, as notificações à BNDES Participações – BNDESPAR quanto ao direito de tag along total e direto e à Cemig Geração e Transmissão quanto ao direito de preferência e de venda conjunta.

“Cabe mencionar que, uma vez realizadas as notificações, o fechamento da transação poderá ser consumado, tendo a CG se comprometido a vender parte das ações objeto à Cemig GT, caso essa última exerça o seu direito de preferência”, afirmou a Light em fato relevante.

Adicionalmente, a subsidiária da Companhia, Lightcom Comercializadora de Energia, celebrou um termo de cessão por meio do qual cedeu todos os créditos detidos em face da Renova à CG.

“As operações acima descritas estão em linha com a estratégia de desinvestimento de ativos non-core e, assim, seguir com foco na geração de valor aos seus acionistas pela melhoria operacional no seu ativo de distribuição”, completou a Light.

O anúncio acontece após ter fracassado na semana passada uma tentativa da Renova de vender seu parque eólico Alto Sertão III à AES Tietê, que disse na quarta-feira não ter chegado a um acordo para compra do ativo.

O fundo CG 1 reúne participações dos fundadores da Renova, Ricardo Lopes Delneri e Renato do Amaral, em empresas.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras fechou a venda à Imetame Energia Lagoa Parda da totalidade de suas participações dos campos terrestres do Polo Lagoa Parda, próximo ao município de Linhares (ES), pelo valor de US$ 9,372 milhões, que serão pagas em duas parcelas. A produção média atual do polo é de aproximadamente 300 barris de óleo por dia e 5,5 mil m³/dia de gás.

Natura (NATU3)

A Natura divulgou detalhes sobre o processo em que a recém-criada holding Natura&Co passará a abrigar as operações atuais de cosméticos e também as operações que serão agregadas após a compra da norte-americana Avon. A previsão é de que esse processo custe R$ 349 milhões, incluindo avaliações, publicações, assessoria jurídica e demais assessorias, segundo comunicado do grupo.

“A reestruturação societária é oportuna para que a Natura Cosméticos passe a ser detida pela Natura&Co, viabilizando a subsequente integração da base acionária e das operações da Avon, sem que isso resulte em incremento dos índices de endividamento da Natura”, descreveu a empresa.

O Conselho de Administração da Natura convocou assembleia geral extraordinária para as 9h00, do dia 13 de novembro, quando serão deliberados os atos relativos à incorporação de ações da Companhia pela Natura &Co Holding

Oi (OIBR3;OIBR4)

O jornal Valor Econômico traz que os bancos Morgan Stanley e BTG Pactual apresentaram a investidores e acionistas na semana passada o “esqueleto” da proposta de captação de R$ 2,5 bilhões prevista para a Oi.

Segundo a publicação, a versão mais atual em discussão prevê a emissão de títulos garantidos por recebíveis de telefonia móvel com prazo de vencimento de cinco anos. Dessa forma, um fluxo de R$ 200 milhões em dinheiro seria depositado numa conta à parte, e depois repassado à tele.

Este recursos são justamente a garantia da dívida assumida pela empresa com os detentores dos papéis que serão emitidos.

B2W (BTOW3)

A B2W informou que encerrou o prazo para subscrição de sobras de ações dentro do âmbito do aumento de capital. Segundo a empresa, após o final do exercício do direito de preferência, do rateio de sobras e da alocação das sobras adicionais, foram subscritas 64,102 milhões de ações, ao preço de emissão de R$ 39,00 por ação, totalizando R$ 2,500 bilhões

Durante o rateio de sobras, foram subscritas 968,9 milhões de ações, restando 72,152 mil sobras adicionais, que foram alocadas para todos os acionistas que solicitaram sobras adicionais, na proporção de 0,0015222844021 novas ações para cada ação subscrita durante o direito de preferência e o rateio de sobras, respeitado o limite de sobras adicionais solicitado por estes acionistas.

Localiza (RENT3)

A Localiza Rent a Car informou que obteve perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o deferimento do pedido de registro de emissor de valores mobiliários, categoria “B”, para a sua subsidiária, Localiza Fleet, que agora uma companhia aberta e está autorizada a negociar valores mobiliários em mercados regulamentados no Brasil como categoria “B”.

“O objetivo do referido registro é acessar diversos instrumentos do mercado de capitais de renda fixa”, diz a empresa.

Gol (GOLL4)

O American Airlines Group disse que está negociando uma possível parceria com a Gol. Uma porta-voz afirmou que a companhia aérea americana está “sempre procurando parceiros em potencial”. A Gol se recusou a comentar. A American afirmou que estava negociando um acordo que poderia “integrar voos entre as duas companhias aéreas na América Latina”.

Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR11) e Copasa (CSMG3)

A Folha destacou que, para estimular governadores a vender companhias estaduais de saneamento, o Ministério da Economia fez um estudo em que detalha o potencial de ganho aos cofres públicos com as privatizações.

Segundo a publicação, o documento conclui que a meta de universalização do saneamento básico até 2033 só será cumprida desta maneira. Para o governo, as empresas de saneamento valeriam até R$ 140 bilhões.

Banco Inter (BIDI11)

A Agência Reuters informa que o Banco Inter e a Uber estão em negociação para estabelecer uma parceria na área de serviços financeiros, “em um movimento que demonstra o trabalho do grupo japonês SoftBank Group para integrar os seus negócios na América Latina”.

O SoftBank é acionista da Uber e neste ano adquiriu uma fatia de 15% do banco Inter. “A parceria pode ter como alvo tanto os motoristas do Uber quanto os mais de 3 milhões de clientes do Banco Inter”, diz a Reuters.

O possível acordo visa para impulsionar os negócios do Banco Inter no país, já que o Brasil é o maior mercado do Uber fora dos Estados Unidos.

São Paulo concentra mais viagens de Uber do que qualquer outra cidade do mundo, acrescenta a Reuters.

Quer investir com corretagem ZERO na Bolsa? Clique aqui e abra agora sua conta na Clear!

(Com Agência Estado, Agência Brasil e Bloomberg)