Confira

Latam aumenta tarifas e muda regras para resgate de passagens com pontos Multiplus

Segundo comunicado da aérea, serão alterados os valores máximos e mínimos para resgate com a pontuação acumulada

arrow_forwardMais sobre
Avião da Latam no céu
Avião da Latam
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A partir do dia 20 de janeiro de 2019, o programa de fidelidade Multiplus terá uma nova tabela para emissão de passagens aéreas das companhias da aliança oneworld, anunciou a Latam nesta quinta-feira (25).

Segundo comunicado da aérea, serão alterados os valores máximos e mínimos para resgate com a pontuação acumulada. Para voos na classe econômica para a Argentina e outros países da América do Sul, por exemplo, o valor mínimo de pontos será de 20 mil, enquanto o máximo, de 31 mil. Já voos para países da América Central, usarão entre 35 mil e 54 mil pontos.

Também mudou a política de alterações e cancelamentos das passagens emitidas com a pontuação da Multiplus: agora, podem ser feitas somente antes do voo, com alteração nas taxas de remarcação de viagem e reembolso.

Aprenda a investir na bolsa

As novas taxas de remarcação das passagens são as seguintes:

  • Voos domésticos: R$ 225
    Voos para a América do Sul: US$ 75
    Voos entre países da América do Sul e Estados Unidos: US$ 200
    Voos internacionais para demais países: US$ 150

As taxas de reembolso passarão a ser as seguintes:

  • Voos domésticos: R$ 250
    Voos para a América do Sul: US$ 100
    Voos entre países da América do Sul e Estados Unidos: US$ 250
    Voos internacionais para demais países: US$ 200

Outra mudança anunciada pela Latam é que as passagens emitidas com a pontuação Multiplus para países da América do Sul deixam de contar com bagagem gratuita de até 23 kg.

Os novos valores valem somente para as passagens compradas a partir do dia 20 de janeiro. Para as passagens adquiridas antes dessa data, mesmo que para um voo depois do dia 20 de janeiro, continuam valendo as taxas atuais.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra sua conta na XP Investimentos. 

Fim de contrato
No dia 4 de setembro, a Latam Brasil anunciou em fato relevante que não pretende renovar ou prorrogar o contrato com a Multiplus depois de 31 de dezembro de 2024, pois pretende administrar o programa de fidelidade de passageiros “internamente”.

PUBLICIDADE

O objetivo da aérea é adquirir a Multiplus em uma transação que permitirá “aumentar benefícios para os passageiros do grupo”. Ela pretende realizar uma oferta pública de aquisição de ações ordinárias (OPA) para fechar o capital da Multiplus com o preço de compra de R$ 27,22 por ação.

Hoje a Latam detém 73% da Multiplus; com esse preço proposto, a aquisição dos 27% de capital social da Multiplus deve custar R$ 1,2 bilhão à aérea.