Em meio ao conflito

Kremlin diz que Rússia só usaria armas nucleares se sua existência fosse ameaçada, segundo a Tass

Comentário ocorre em meio a preocupações ocidentais de que o conflito poderia se transformar em uma guerra nuclear.

Por  Reuters -

(Reuters) – O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse nesta terça-feira que a Rússia só usaria armas nucleares se sua própria existência fosse ameaçada, informou a agência de notícias Tass.

O comentário, quase quatro semanas depois da invasão da Ucrânia pela Rússia, ocorre em meio a preocupações ocidentais de que o conflito poderia se transformar em uma guerra nuclear.

A Tass não forneceu mais detalhes.

O presidente Vladimir Putin ordenou no mês passado que as forças nucleares da Rússia fossem colocadas em alerta máximo. De acordo com a ordem, o Ministério da Defesa da Rússia disse em 28 de fevereiro que suas forças de mísseis nucleares e frotas do norte e do Pacífico foram colocadas em serviço de combate intensificado, informou a agência de notícias Interfax.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse em 14 de março: “A perspectiva de um conflito nuclear, antes impensável, agora está de volta ao campo das possibilidades”.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe