Klabin (KLBN11) lucra 64% menos no 1º tri, a R$ 460 mi; aprova dividendo de R$ 330 mi

Resultado veio abaixo das expectativas do consenso LSEG

Felipe Moreira

Foto: Klabin/Divulgação
Foto: Klabin/Divulgação

Publicidade

A Klabin (KLBN11) reportou lucro líquido de R$ 460 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T24), montante 64% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2023, informou a companhia nesta manhã de quinta-feira (25).

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,652 bilhão no 1T24, um recuo de 15% em relação ao 1T23.

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de R$ 583 milhões no período e Ebitda de R$ 1,64 bilhão, segundo dados do LSEG.

Continua depois da publicidade

Já a margem Ebitda ajustada atingiu 37% entre janeiro e março deste ano, baixa de 3 p.p. frente a margem registrada em 1T23.

A receita líquida somou R$ 4,430 bilhões no primeiro trimestre de 2024, queda de 8% na comparação com igual etapa de 2023, refletindo principalmente a queda dos preços da celulose e kraftliner, bem como a valorização do real frente ao dólar no período, compensados parcialmente pelo aumento do volume total vendido.

O custo caixa de produção de celulose foi de R$ 1.263 por tonelada no 1T24, queda de 7% em relação ao 1T23.

Continua depois da publicidade

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 378 milhões no primeiro trimestre de 2024, revertendo ganhos financeiros de R$ 58 milhões da mesma etapa de 2023. 

Em 31 de março de 2024, a dívida líquida da companhia era de R$ 21,350 bilhões, um crescimento de 2% na comparação com a mesma etapa de 2023.

Saiba mais:
Confira o calendário de resultados do 1º trimestre de 2024 da Bolsa brasileira
Temporada de balanço do 1º tri ganha força: em quais ações e setores ficar de olho?

Continua depois da publicidade

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 3,5 vezes em março/23, alta de 0,9 p.p. em relação ao mesmo período de 2023.

Klabin aprova dividendos

O Conselho de Administração aprovou a distribuição de dividendos no valor de R$ 330 milhões, valor correspondente às ações ordinárias e preferenciais, na razão de R$ 0,05970763088 por ação e de R$ 0,29853815440 por Unit.

Farão jus ao recebimento dos dividendos conforme suas respectivas participações no capital social da Klabin no encerramento do pregão da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão no dia 3 de maio de 2024 (data-base) e as ações e as Units passarão a ser negociadas “ex-dividendos” a partir de 6 de maio de 2024.

Continua depois da publicidade

O pagamento dos dividendos será realizado em 16 de maio de 2024.

A companhia ainda elegeu Horácio Lafer Piva como presidente do colegiado e reindicação de Cristiano Teixeira para a presidência-executiva da companhia.