Juros futuros corrigem baixas e operam em alta, após números do emprego

Informações sobre os mercados de trabalho doméstico e norte-americano são destaque desta manhã de quinta-feira

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As taxas dos contratos de DI futuro promovem ajustes ao fechamento da véspera e operam em alta nesta quinta-feira (21). Nesta sessão, os mercados recebem notícias relativas ao mercado de trabalho tanto no Brasil quanto nos EUA, enquanto o BCE (Banco Central Europeu) discute possível compra de ativos.

Na semana passada, os Estados Unidos tiveram um total de 631 mil novos pedidos de auxílio-desemprego, conforme dados divulgados pelo Departamento do Trabalho. A cifra surpreendeu negativamente, tendo em vista a estimativa dos analistas de que o Initial Claims registrasse algo em torno de 625 mil novos pedidos.

No Brasil, a situação é um pouco diferente. Números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) indicaram que a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do país preservou alguma estabilidade, ficando a 8,9% em abril, contra a marca de 9% vista para o mês de março, segundo a Pesquisa Mensal do Emprego.

Aprenda a investir na bolsa

De volta âmbito externo, virou notícia também o anúncio de que o BCE cogita compra de bônus corporativos e ativos comerciais em um total de € 125 bilhões ainda em maio, o dobro do acordado num primeiro momento.

Contrato de janeiro de 2010 indica taxa de 9,31%

O contrato de juros de maior liquidez hoje, com vencimento em janeiro de 2010, aponta uma taxa de 9,31%, 0,05 ponto percentual acima do fechamento de quarta-feira. O número de contratos negociados chega a 44.390.

A seguir confira as taxas dos principais contratos de DI futuro na BM&F:

VencimentoTaxa atualTaxa AnteriorDiferençaContr Neg
Julho de 20099,829,820,001.525
Agosto de 20099,639,62+0,015
Setembro de 20099,509,47+0,033.000
Outubro de 20099,409,36+0,048.390
Janeiro de 20109,319,26+0,0544.390
Abril de 20109,359,29+0,0620
Julho de 20109,429,37+0,05300