Juros futuros continuam em queda, após estoques de petróleo nos EUA e IGP-M

Flexibilização monetária britânica, deflação e fluxo cambial no Brasil e estoques de petróleo norte-americanos chamam a atenção

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As taxas dos contratos de DI futuro prosseguem em queda na BM&F Bovespa nesta quarta-feira (20). Em sessão movimentada, o mercado segue avaliando os números referentes aos estoques de petróleo nos EUA, assim como ao fluxo cambial e à inflação no Brasil. De volta à cena externa, também ganharam a pauta neste dia a minuta do BoE (Bank of England), enquanto ainda é aguardada a do Fed, e o discurso do Secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner.

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) relativo ao segundo decênio de maio mostrou deflação de 0,14%, contra o percentual de -0,33% auferido no mesmo período do mês de abril. Para o acumulado do mês, no entanto, o mercado espera taxa positiva em 0,15%. Ainda por aqui, de acordo com divulgação do Banco Central, o fluxo cambial nos dez primeiros dias úteis de maio foi superavitário em US$ 2,059 bilhões, tendo os saldos financeiro e comercial mostrado as respectivas cifras positivas de US$ 1,401 bilhão e US$ 658 milhões.

Saindo do âmbito doméstico, os investidores se surpreenderam mais uma vez com os estoques de petróleo nos EUA: na semana passada, caíram para 368,5 milhões, segundo dados anunciados pelo Departamento de Energia do país. Também na cenário norte-americano, Timothy Geithner discursou ao Senado, afirmando que os programas de expurgação de ativos ilíquidos dos balanços dos bancos dos EUA entrarão em atividade nas próximas seis semanas.

Aprenda a investir na bolsa

Fora do ambiente norte-americano, por sua vez, chama atenção também a decisão do BoE em manter sua política monetária de flexibilização, segurando o juro básico do Reino Unido a 0,50% ao ano, após decisão unânime.

Contrato de julho de 2009 indica taxa de 9,82%

O contrato de juros de maior liquidez hoje, com vencimento em julho de 2009, aponta uma taxa de 9,82%,
0,02
ponto percentual abaixo
do fechamento de terça-feira. O número de contratos negociados chega a 327.760.

A seguir confira as taxas dos principais contratos de DI futuro na BM&F:

VencimentoTaxa atualTaxa AnteriorDiferençaContr Neg
Junho de 200910,1310,11+0,028.305
Julho de 20099,829,84-0,02327.760
Agosto de 20099,639,66-0,0322.025
Setembro de 20099,489,51-0,0324.370
Outubro de 20099,379,40-0,0328.940
Janeiro de 20109,269,29-0,03100.205
Abril de 20109,309,35-0,053.105
Julho de 20109,389,40-0,023.910
Outubro de 20109,559,56-0,01100