Compensações

Juiz nega pedido de arresto de R$ 50,7 bilhões de Vale e BHP por tragédia de Mariana

O juiz argumentou que a Samarco, uma joint-venture da Vale e BHP, é uma companhia viável, capaz de se capitalizar

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) — O juiz Adilson Cláver de Resende negou o pedido de arresto de bens no valor de R$ 50,7 bilhões da Vale e da BHP feito por promotores de Minas Gerais.

O juiz argumentou que a Samarco, uma joint-venture da Vale e BHP, é uma companhia viável, capaz de se capitalizar e pagar pelos reparos sociais e ambientais da ruptura de sua barragem em Mariana, Minas Gerais. Por isso, ele negou o pedido de desconsideração da personalidade jurídica da Samarco feita pelos promotores.

O juiz também não aceitou suspender a recuperação judicial da Samarco, como os promotores haviam solicitado na terça-feira.

Quer atingir de uma vez por todas a consistência na Bolsa? Assista de graça ao workshop “Os 4 Segredos do Trader Faixa Preta” com Ariane Campolim.

Compartilhe