Impacto da pandemia

JPMorgan frustra ao lucrar 68% menos no 1º tri com “efeito coronavírus”, mas ação sobe no pré-market da Nyse

A receita do banco também registrou perdas, caindo de US$ 29,85 bilhões no primeiro trimestre de 2019 para US$ 29,07 bilhões no primeiro trimestre de 2020

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

O JPMorgan Chase & Co. registrou lucro líquido de US$ 2,87 bilhões, ou US$ 0,78 por ação, no primeiro trimestre de 2020, de acordo com o balanço da empresa publicado na manhã desta terça-feira, 14. A leitura representa um tombo de 68,73% no lucro líquido da empresa, que no mesmo período do ano anterior foi de US$ 9,18 bilhões, e informa número aquém da expectativa do FactSet, que estimava lucro líquido de US$ 2,18 por ação no primeiro trimestre deste ano.

A receita do banco também registrou perdas, caindo de US$ 29,85 bilhões no primeiro trimestre de 2019 para US$ 29,07 bilhões no primeiro trimestre de 2020, igualmente abaixo da previsão do FactSet, que era de US$ 29,55, já evidenciando impactos do novo coronavírus.

“O primeiro trimestre nos trouxe alguns desafios sem precedentes e nos demandou foco naquilo que um banco pode fazer: ficar forte, resiliente e bem posicionado, para dar suporte a seus acionistas”, comenta o CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, no informe da empresa.

Aprenda a investir na bolsa

Ainda que tenha frustrado em termos de lucro líquido e receita, investidores viram o balanço com bons olhos, ao considerarem outros aspectos do documento. Também na comparação anual, a receita do banco com mercado de ações cresceu 28% no primeiro trimestre de 2020, a US$ 2,2 bilhões, respondendo ao aumento de vendas de derivativos.

Às 08h30 (de Brasília), a ação do JPMorgan subia 0,53% no pré-mercado em Nova York.

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!