JPMorgan espera aumentar receita líquida de juros este ano após compra do First Republic

O banco calcula que, no médio prazo, o NII deve ficar em torno de US$ 70 bilhões, refletindo uma queda esperada nas taxas de juros.

Estadão Conteúdo

Bancos iniciam temporada de balanços nos EUA

Publicidade

O JPMorgan prevê aumentar sua receita líquida de juros (NII, na sigla em inglês) em 25% este ano, para US$ 84 bilhões, devido ao acordo de compra do First Republic Bank. A projeção é maior que a estimativa anterior, de US$ 81 bilhões, feita antes da transação.

A informação foi divulgada em slides apresentados pela empresa em seu Investor Day.

O banco calcula que, no médio prazo, o NII deve ficar em torno de US$ 70 bilhões, refletindo uma queda esperada nas taxas de juros.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A previsão pode ser influenciada pelo preço dos depósitos e das ações do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Apesar da instabilidade no setor bancário americano, o JPMorgan está em alta este ano. Antes do dia do investidor, as ações do banco subiram 9,3% em 2023, superando o ganho de 3,8% no S&P 500 e a queda de 23% no KBW Nasdaq Bank Index (BKX).

A expectativa do mercado é que, até o fim desta segunda-feira, o banco apresente novas projeções sobre suas linhas de negócio. Fonte: Dow Jones Newswires.