Avanço

JPMorgan eleva recomendação para Weg em meio ao salto de 100% da ação em 2020; mais 2 casas aumentam preço-alvo

Onda de revisões segue os fortes números reportados pela companhia no segundo trimestre

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Com uma alta de cerca de 100% no acumulado de 2020, sendo alçada ao posto de melhor ação do Ibovespa no período, muitos analistas apontavam que as ações da Weg (WEGE3) não teriam muito espaço para subir, apesar das qualidades da companhia e de seu ótimo resultado reportado no último dia 22.

Contudo, o JPMorgan foi na contramão e elevou a recomendação dos ativos WEGE3 de neutra para overweight (exposição acima da média do mercado, equivalente à compra) mesmo depois da disparada de mais de 17% dos papéis desde a divulgação dos resultados do segundo trimestre.

O preço-alvo da ação foi revisado de R$ 43,65 para R$ 76,00, levando a mais uma sessão de forte alta para os ativos, de até 6% no pregão desta segunda-feira (27), para fecharem em alta de 5,06% (R$ 69,95). O novo preço-alvo representa um potencial de valorização de 14% frente o fechamento de sexta-feira (24) e de 8,6% em relação ao fechamento desta segunda.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo a equipe de análise do banco americano, a revisão se deve aos fortes números reportados na última demonstração de resultados, com destaque ao lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês), que cresceu 36% na comparação com o segundo trimestre de 2019 mesmo em um contexto no qual a empresa enfrenta os impactos do coronavírus.

“A resiliência do mercado e a execução de primeira linha, na nossa visão, continuarão a justificar os múltiplos elevados de 50 vezes P/E [valor de mercado dividido pelo lucro] na estimativa para 2021”, explicam os analistas.

Também foi citado como motivo para o otimismo em relação à empresa a sua capacidade de encontrar novos caminhos para crescer, o que ficou claro depois das aquisições recentes e dos investimentos na indústria 4.0.

O JP Morgan ainda considera que a Weg está bem posicionada para se aproveitar de ondas recentes nos negócios como a eletrificação de automóveis.

Além disso, o tamanho reduzido da companhia em comparação com as concorrentes internacionais, notadamente Siemens, ABB e Schneider Electric, deve permitir, na avaliação da equipe do banco, um crescimento mais rápido.

“A Weg tem receitas anuais de US$ 3 bilhões contra US$ 15 bilhões a US$ 80 bilhões de seus pares, de acordo com nossos cálculos. Um aumento de 1 ponto percentual em participação de mercado lá fora representa um ganho adicional de 5% no faturamento”, defendem os analistas.

PUBLICIDADE

Por fim, também conta a favor da Weg o fato da companhia se beneficiar de um dólar mais alto, uma vez que em torno de 60% das receitas da empresa são denominadas na moeda dos Estados Unidos.

Mais revisões

Quem também mudou as expectativas para a Weg foi o BB Investimentos, que elevou o preço-alvo das ações da companhia de R$ 25,00 para R$ 55,00, mantendo recomendação neutra.

De acordo com a analista Catherine Kiselar, responsável pela cobertura da empresa no banco, a evolução do Ebitda no segundo trimestre e o aumento de 3,2 pontos percentuais do retorno sobre o capital investido (Roic, na sigla em inglês), para 21,6%, mostram que a implementação de melhorias operacionais combinada com a solidez da carteira de ciclo longo mais do que ofuscaram os impactos do coronavírus.

Catherine ainda destacou a melhora no perfil da dívida quando comparado ao primeiro trimestre de 2020, com o endividamento de longo prazo respondendo agora por 78% da dívida total da empresa contra 64% no trimestre anterior.

A analista também elogiou a quantidade de caixa que a companhia possui. “O caixa líquido se elevou a R$ 1,261 bilhões (ante R$ 908 milhões), níveis confortáveis frente à crise e visando eventuais oportunidades de negócios.”

Há ainda no horizonte boas perspectivas para a Weg nas vendas de motores, inversores e tinta de tubulação para companhias de saneamento graças à aprovação do novo marco do setor. “A administração da empresa declarou ao BB-BI que a entrada da iniciativa privada dará mais velocidade ao endereçamento de soluções ao Brasil”, comenta.

Com tudo isso, a recomendação para as ações só é neutra, de acordo com Catherine, por conta dos múltiplos muito esticados, principalmente depois da forte valorização nas últimas duas semanas.

Na mesma linha, a equipe de análise do Bradesco BBI elevou o preço-alvo da Weg de R$ 40,00 por ação para R$ 56,00 por ação depois dos números do segundo trimestre, porém mantendo recomendação neutra.

PUBLICIDADE

Também neste caso, o preço da ação foi o motivo para não haver recomendação de compra, mas a análise foi positiva para a empresa. “Os principais destaques foram o Roic de 21,6%, a maneira como a depreciação do câmbio ofuscou os impactos da crise do coronavírus e os cortes de custos que permitiram um crescimento de 1,7 ponto percentual na margem Ebitda”, conclui o relatório do Bradesco.

Aprenda a identificar as ações com maior potencial de valorização: assista à série gratuita Stock Picking – A Habilidade mais Valiosa do Mercado