AO VIVO Ibovespa tem pior resultado do ano com Auxílio Brasil e "furo" do teto de gastos, e secretários de Guedes se demitem; o que acontece agora?

Ibovespa tem pior resultado do ano com Auxílio Brasil e "furo" do teto de gastos, e secretários de Guedes se demitem; o que acontece agora?

Frigoríficos

JBS reverte prejuízo e tem lucro de R$ 2 bilhões no primeiro trimestre de 2021

O Ebitda da companhia frigorífica teve alta de 75,8% ante o início do ano passado, ficando em R$ 6,876 bilhões

Fábrica da JBS
(divulgação)

SÃO PAULO – A companhia de proteína animal JBS (JBSS3) teve um lucro líquido de R$ 2,045 bilhões no primeiro trimestre deste ano, revertendo o prejuízo de R$ 5,933 bilhões apresentados um ano antes. Na comparação com o quarto trimestre, quando teve lucro de R$ 4,019 bilhões, houve uma queda de 49,1% no resultado.

Trata-se de um resultado recorde para um primeiro trimestre, período que historicamente sempre foi mais desafiador para o setor.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), teve alta de 75,8% ante o início do ano passado, ficando em R$ 6,876 bilhões, o que por sua vez representa uma leve queda de 2,2% ante o último trimestre de 2020.

No release de resultados, Gilberto Tomazoni, CEO global da JBS, destacou que as operações da JBS USA tiveram um forte desempenho, com números recordes em comparação a todos os primeiros trimestres anteriores. “[O resultado foi] puxado por uma forte demanda interna, com a retomada progressiva do foodservice no país, e pelo incremento da demanda de exportação, liderada especialmente pelo mercado asiático”, explica o executivo.

Enquanto isso, a receita líquida da companhia fechou o período entre janeiro e março em R$ 75,251 bilhões, uma alta de 33,2% ante os R$ 56,481 bilhões de um ano atrás e um recuo de R$ 1,1% sobre os R$ 76,059 bilhões do quarto trimestre do ano passado.

Segundo a JBS, no período, cerca de 75% das vendas globais da companhia foram realizadas nos mercados domésticos em que a companhia atua e 25% por meio de exportações. Nos últimos 12 meses, a receita atingiu R$ 289 bilhões, o que representa um recorde para o período.

Todas as unidades de negócios da JBS tiveram aumento de receita no trimestre, embora as margens da Seara e da JBS Brasil tenham sido comprometidas, respectivamente, por avanço nos custos com grãos usados na ração e pela alta da arroba bovina.

A empresa fechou o primeiro trimestre com uma dívida líquida de R$ 57,173 bilhões, praticamente estável na comparação com o início de 2020, por conta da desvalorização do real. Ante o quarto trimestre, porém, houve um aumento de 23,7% na dívida. Com isso, a alavancagem da JBS caiu de 2,77 vezes para 1,76 vez em um ano.

Série gratuita ensina na prática como identificar ativos com excelente potencial de valorização. Clique aqui para se inscrever.

PUBLICIDADE