Nova compra

JBS entra no mercado de peixes com compra da Huon por US$ 314 milhões

A Huon é a segunda maior empresa de aquicultura de salmão da Austrália

-
Fábrica da JBS

(divulgação)

(Bloomberg) — A JBS (JBSS3), maior processadora de carne do mundo, entra no mercado de peixes com a aquisição da produtora australiana de salmão Huon Aquaculture por 425 milhões de dólares australianos (US$ 314 milhões).

O acordo já conta com o apoio de acionistas majoritários e deve ser concluído até o final deste ano, depois da aprovação de autoridades australianas, informou a empresa em comunicado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Huon, com sede na Tasmânia, é a segunda maior produtora de salmão do país, com produção de cerca de 35 mil toneladas de peixes e cerca de 40% do mercado local, segundo o comunicado. Andrew Forrest, magnata da mineração, comprou uma participação de 7,3% na empresa listada em Sydney por pouco menos de 20 milhões de dólares australianos (US$ 15 milhões) em junho.

A JBS, que planeja comprar 100% da Huon, já opera na Tasmânia com uma unidade de processamento de carne bovina em Longford. A JBS comprou a produtora de suínos Rivalea em abril, negócio que gerou uma consulta pública da agência antitruste da Austrália para analisar o impacto da aquisição nesse mercado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O consumo global de peixes tem crescido mais rápido do que o de carne bovina, de frango ou suína, impulsionado por uma população global em expansão e com renda cada vez mais alta que reconhece os benefícios dos frutos do mar para a saúde. A demanda no mercado de peixes, que movimenta US$ 400 bilhões, é tão grande que tem atraído empresas como a Cargill, que também está de olho em acordos para entrar na produção e processamento de pescado.

“Trata-se de uma aquisição estratégica, que marca a entrada da JBS no negócio de aquicultura”, disse o diretor-presidente da empresa, Gilberto Tomazoni. “A aquicultura será uma nova plataforma de crescimento dos nossos negócios.”

Ainda assim, a Huon tem enfrentado desafios para lucrar recentemente. A empresa registrou prejuízo de 95 milhões dólares australianos nos seis meses encerrados em dezembro, citando a menor demanda global por salmão em meio à pandemia de Covid-19. Em fevereiro, a Huon disse que iniciaria uma revisão estratégica para avaliar o potencial para transações de nível corporativo depois de receber ofertas não solicitadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se grátis e participe.