Cartões

Itaú Unibanco soma mais de R$ 45 bi em transações e bate recorde com Black Friday

Somente o braço de maquininhas do banco teve aumento de 25% nas vendas feitas no varejo físico frente a 2018

O Itaú Unibanco registrou mais de R$ 45 bilhões em transações de pagamentos e transferências eletrônicas, como TEDs e DOCs, na última sexta-feira, 29, recorde em volume financeiro para um único dia por conta da Black Friday. Somente a Rede, braço de maquininhas do banco, registrou aumento de 25% no faturamento relativo a vendas feitas no varejo físico, na comparação com 2018.

Já no meio digital, a número dois do setor de adquirência teve um crescimento de 97%. O desempenho, segundo o banco, mostra que as empresas de e-commerce se tornaram as grandes impulsionadoras e carros-chefe das promoções na Black Friday.

O maior volume de transações, conforme a Rede, foi registrado entre 12 horas e 13 horas. Neste período, estima a empresa, cerca de 15 milhões de pessoas compraram algum produto no varejo usando meios eletrônicos de pagamento.

PUBLICIDADE

Em relação ao pagamento das compras via boleto, o Itaú somou mais de 5,3 milhões de operações somente na última sexta-feira.

Reestruturação

A Rede passou por uma reestruturação nos últimos anos em meio ao aumento da concorrência no setor de maquininhas e à chegada de novos players. Além de reforçar a operação, o banco passou a ser mais agressivo para retomar a fatia perdida no mercado de cartões que caminha para atingir a marca de R$ 2 trilhões no País.

Mais recentemente, a Rede traçou uma nova ofensiva ao zerar a antecipação de recebíveis em operações de crédito para clientes que recebam seus pagamentos no Itaú. Apesar do impacto nas margens, a empresa conseguiu ampliar o ritmo de volume capturado em suas maquininhas.

A ofensiva da Rede foi parar no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), que investiga o posicionamento da empresa diante do poder de grandes grupos financeiros, com posições em diferentes elos desta cadeia, frente a players menores.