Itália vende 3 bilhões de euros em títulos públicos e paga juros recordes

Esta foi a primeira emissão do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, cuja nomeação foi confirmada no último domingo (13)

Por  Maria Cecília Ferraz Fontes

SÃO PAULO – O governo italiano levantou € 3 bilhões em um leilão de dívida de cinco anos nesta segunda-feira (14/11), porém, levou o rendimento ao maior nível desde a criação da Zona do Euro – 6,29% e acima dos 5,32% pagos no leilão anterior, realizado em 13 de outubro. Mesmo assim, o valor ainda permaneceu abaixo da barreira psicológica dos 7%.

Os bônus com vencimento em 15 de setembro de 2015 ofereceram cupom de 4,75%. 

Era Mario Monti
Esta foi a primeira emissão do novo primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, cuja nomeação foi confirmada pela Presidência italiana no fim da tarde de domingo (13).

A nomeação foi feita no final de um longo dia de consultas do presidente para assegurar consenso e uma maioria parlamentar a um governo liderado por Monti. Segundo a Constituição italiana, a nomeação deve ser aprovada no prazo de dez dias pelas duas câmaras do parlamento.

“O contexto econômico europeu e global é problemático, precisamos agir com urgência”, disse Monti apontando ainda que para conter a crise da dívida que assola a região, a Itália precisa ser um elemento de força e não de fraqueza na União Europeia (UE).

Compartilhe