Temporada de balanços

ISA Cteep (TRPL3;TRPL4) lucra R$ 133,4 milhões no quarto trimestre, queda de 56,2% na base anual

Companhia viu receita cair e ainda registrou mais gastos financeiros, por conta de aumento do endividamento

Por  Vitor Azevedo

A ISA Cteep (TRPL3;TRPL4), a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista, registrou um lucro líquido de R$ 133,4 milhões no quarto trimestre de 2021, número 64,4% menor do que no igual período de 2020. No consolidado do ano, o lucro da companhia foi de R$ 877,6 milhões, queda de 56,2% na mesma base.

A diferença se explica parcialmente pelo fato de a receita líquida da ISA Cteep ter diminuído na comparação ano a ano. Entre outubro e dezembro de 2021, esse número ficou em R$ 664,7 milhões, ante R$ 839 milhões no mesmo intervalo de 2020.

“O desvio é justificado principalmente  pelo reperfilamento de parte da rede básica existente (RBSE), que subtraiu R$ 150 milhões, reduzindo o componente financeiro dos ciclos tarifários de 2021-2022 e 202-2023 e pela contabilização de parcelas de ajuste (PA) negativas frente às significativas antecipações contabilizadas no quarto trimestre de 2020”, explica a companhia no documento publicado na noite desta quarta-feira (23).

Os custos  e despesas da ISA Cteep ficaram praticamente estáveis – R$ 336,6 milhões no quarto trimestre de 2021 frente R$ 335,9 milhões no de 2020.

Apesar da manutenção dos gastos, a margem do lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), recuou por conta da queda da receita, saindo de 79,3% para 72,6%. O Ebitda, por sua vez, saiu de R$ 723,1 milhões para R$ 504 milhões.

A ISA Cteep registrou ainda R$ 15,2 milhões de “outras despesas operacionais”, aumento de R$ 4,6 milhões comparado ao quarto trimestre de 202. Essa variação, segundo a companhia, explica-se, principalmente, pela realização da mais valia da aquisição de controle referente as controladas PBTE e SF energia e pela redução do volume de outras receitas com projetos.

Por fim, o resultado líquida da transmissora ainda recuou porque as despesas financeiras ficaram maiores – saindo de R$ 90,4 milhões para R$ 249 milhões.

“Do ponto de vista das despesas financeiras, que aumentaram 24% no ano de 2021, esse resultado deve-se às novas captações (10ª e 11ª emissão de debêntures, 8ª emissão de notas promissórias comerciais) e aumento das despesas com variações monetárias e encargos sobre empréstimos, principalmente em função das mudanças no cenário macroeconômico”, explica a companhia.

A IAS Cteep fechou dezembro com uma dívida líquida de R$ 6,6 bilhões, ante R$ 2,3 bilhões no mesmo mês do ano imediatamente anterior.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe