Perspectivas

IPCA, dados de varejo e discursos de diretores do Fed: o que acompanhar na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

SÃO PAULO – Enquanto os casos de coronavírus e os relexos da pandemia seguem nos holofotes para definir o humor dos mercados, alguns dados econômicos importantes serão divulgados nos próximos dias, principalmente no Brasil.

Por aqui, atenção especial para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de junho, que na sexta-feira (10) deve mostrar leve inflação, segundo dados compilados pela Bloomberg, após a deflação recorde de 0,38% em maio.

PUBLICIDADE

Ainda de olho em inflação, a semana conta com o IGP-DI de junho e as primeiras prévias de julho do IPC-S e do IGP-M.

Outro destaque fica para o número de vendas no varejo, que por ser referente a maio ainda pode mostrar números mais fracos. Mas qualquer melhora diante da queda de 16,8% em abril pode animar os investidores.

Para completar, depois de a Fenabrave ter divulgado que as vendas de veículos mais do que dobraram em junho no comparativo mensal, a Anfavea deve informar seus dados do mês passado.

No campo político, após a melhora do clima do Planalto com o Congresso e Judiciário ajudar na bolsa, os investidores seguirão de olho se isso irá se manter. Para os próximos dias, na Câmara, há a possibilidade de votação do PL das fake news, que já foi aprovado pelo Senado.

O presidente Jair Bolsonaro disse que pode vetar trechos do PL se ele for aprovado, enquanto o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que o Congresso poderia derrubar este eventual veto.

Agenda externa

Já no exterior, destaque para os casos de coronavírus, com o risco de uma segunda onda afetando os países que estão em processo de reabertura. Isso principalmente nos Estados Unidos, onde as notícias sobre o assunto têm afetado bastante o mercado.

PUBLICIDADE

Na agenda americana, atenção para os dados do relatório de abertura de vagas de emprego, o JOLTS, além da divulgação do PMI Markit e ISM de serviços de junho na segunda-feira (6), com projeções de melhora, segundo a Bloomberg. Na sexta sai a inflação ao produtor (PPI) também de junho.

Raphael Bostic, do Federal Reserve de Atlanta, fará três discursos, enquanto Mary Daly, do Fed São Francisco, e Thomas Barkin, de Richmond, participam de debate virtual na terça-feira (7).

Já na Europa serão divulgados o PMI Markit de Serviços de junho e vendas do varejo de maio. Na Alemanha, a produção industrial pode mostrar recuperação no dado de maio, na comparação mensal, depois de contração no mês anterior.

Por fim, na China saem dados de inflação e também de crédito em junho, que segundo a Bloomberg deve registrar alta.

O passo a passo para trabalhar no mercado financeiro foi revelado: assista nesta série gratuita do InfoMoney