Desaceleração

Investimentos de Venture Capital em criptomoedas caem 26% no primeiro semestre

No período, o mercado cripto foi marcado por quedas nos preços, colapsos de stablecoins e crises de liquidez

Por  CoinDesk

Os investimentos de venture capital (capital de risco) em empresas de criptomoedas somaram US$ 9,3 bilhões no primeiro semestre de 2022, uma queda de 26% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da plataforma Crunchbase.

Nesse intervalo, o mercado cripto ficou marcado por quedas nos preços, colapso da stablecoin TerraUSD (UST) e crises de liquidez na plataforma de empréstimos de criptomoedas Celsius e no fundo de hedge cripto Three Arrows Capital (3AC).

Apesar da queda, o fluxo de negócios passou de 456 no primeiro semestre de 2021 para 534 neste semestre, indicando que negociações menores ajudaram a reduzir os aportes gerais.

Os investimentos no segundo trimestre de 2022 totalizaram US$ 4,2 bilhões, valor praticamente igual ao visto no mesmo período do ano passado, mas 23% inferior ao registrado nos primeiros três meses de 2022.

Os aportes de venture capital caíram em vários setores devido à queda do mercado global. Os negócios gerais de capital de risco nos Estados Unidos, por exemplo, encolheram 22%, para US$ 123,1 bilhões, no primeiro semestre de 2022 na comparação com o mesmo intervalo do ano interior. Os dados são da plataforma GlobalData.

Apesar da retração do mercado cripto, a empresa norte-americana de venture capital Andreessen Horowitz (a16z) lançou um fundo de criptomoedas de US$ 4,5 bilhões em maio.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe