Recomendações

Inva Capital inclui Cielo e Iguatemi em carteira para novembro

CSN e Hering deixam o portfólio; OGX e Randon perdem peso nas recomendações

SÃO PAULO – A Inva Capital apresentou sua carteira recomendada para novembro, optando por realizar duas mudanças na comparação com o portfólio anterior. Para este mês, a gestora decidiu retirar as ações de CSN (CSNA3) e Cia. Hering (HGTX3), colocando no lugar os papéis de Cielo (CIEL3) e da Iguatemi (IGTA3). 

Justificando as alterações nas recomendações, a Inva explica que a queda recente de Cielo abriu espaço para um bom potencial de alta, enquanto a Iguatemi é a companhia mais atrativa do setor de shopping centers devido ao plano de expansão.

Além das duas trocas, a Inva também decidiu fazer um rebalanceamento no portfólio, reduzindo a exposição em Randon (RAPT4, de 11% para 10%), pois as vendas de caminhões e implementos rodoviários continuam muito baixas, e em OGX (OGXP3, de 11% para 8%). Em contrapartida, o peso das ações da Fertilizantes Heringer (FHER3) subiu de 8% para 10%, em função da perspectiva de faturamento recorde no terceiro trimestre.

Desempenho anterior
No mês anterior, o portfólio sugerido pela Inva apresentou retorno negativo de 5,66% ao investidor, contra queda de 3,56% do Ibovespa. O desempenho da carteira foi impactado, principalmente, pelo desempenho ruim de OGX e Fertilizantes Heringer. 

Confira as escolhas da Inva Capital para novembro:

EmpresaCódigoPeso
Itaú UnibancoITUB411%
OGX OGXP3 8%
Cremer CREM3 11%
Randon RAPT4 10%
RestoqueLLIS310%
Fertilizantes HeringerFHER310%
GrazziotinCGRA48%
Paraná Banco PRBC4 10%
Cielo CIEL3 11%
Iguatemi IGTA3 11%