Inflação

Inflação medida pelo IPCA sobe 10,67% em 2015, o maior valor em 13 anos

O IPCA avançou 0,96% em dezembro, frente à alta de 1,01% no mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) avançou 0,96% em dezembro, frente à alta de 1,01% no mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (8). O resultado ficou levemente abaixo do esperado pelo mercado.

Com isso, em 2015, o IPCA tem alta de 10,67%, bem acima do teto da meta do governo de 6,5% e o maior valor desde 2002, quando atingiu 12,53%. Isso significa que o Banco Central terá de enviar uma carta ao ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, explicando o porquê do Brasil não ter terminado 2015 dentro da meta de inflação. 

O resultado foi superior aos 10,48% dos doze meses imediatamente anteriores. A mediana das expectativas dos analistas era de avanço de 1,05% no mês passado, segundo a pesquisa Bloomberg. Para o acumulado em 12 meses, a expectativa mediana era de em torno de 10,79% de inflação.

PUBLICIDADE

Em 2015, o consumidor passou a pagar mais caro por todos os grupos de produtos e serviços que compõem o custo de vida, especialmente pelas despesas relativas à Habitação, que subiram 18,31%. Em relação ao ano anterior, apenas nos Artigos de Residência (5,36%) a variação foi menos intensa. 

Já o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) apresentou variação de 0,90% em dezembro e ficou 0,21 p.p. abaixo do resultado de 1,11% de novembro. Foi a taxa mensal mais alta para o mês desde 2007 (0,97%).

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo: