Europa

Inflação ao consumidor da zona do euro desacelerou em junho, preveem analistas

O CPI preliminar de junho da região da moeda comum será divulgado na próxima semana

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Economistas esperam que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro tenha desacelerado levemente em junho. O CPI preliminar de junho da região da moeda comum será divulgado na próxima semana.

De acordo com as previsões dos economistas ouvidos pelo Wall Street Journal, o CPI provavelmente subiu 0,2% em junho, na comparação com igual mês do ano anterior. Isso seria uma desaceleração ante a alta de 0,3% do CPI e fica ainda mais distante da meta de inflação do Banco Central Europeu (BCE), de quase 2%.

Ainda assim, um segundo avanço consecutivo nos preços deve ajudar a diminuir os temores de deflação na zona do euro, após quedas nos preços globais de petróleo levarem a inflação para território negativo no fim do ano passado. Uma série de outros indicadores que devem ser divulgados durante a próxima semana também deve sugerir que a economia da zona do euro acelerou no segundo trimestre do ano.

Aprenda a investir na bolsa

A crise grega, porém, ainda ameaça as perspectivas econômicas da zona do euro. Os investidores monitorarão atentamente o encontro do fim de semana entre autoridades gregas e os credores internacionais. A falta de um acordo deixará Atenas mais perto de um default em seus pagamentos de dívida com vencimento no dia 30.

“Se o governo não aceita as condições que os credores exigem para novos empréstimos de apoio, a Grécia pode estar quebrada antes do fim de semana acabar”, afirmou Holger Schmieding, economista do Berenberg, que contudo aponta que “o risco de contágio parece muito mais baixo que três anos antes”.