Wall Street

Índices de ações dos EUA revertem ganhos da manhã e fecham com queda de até 2% com techs; Apple cai 3%

Analistas destacaram o momento de volatilidade do mercado americano neste momento e a dificuldade de entender e projetar o que esperar agora

Bolsa, NYSE, Wall Street
(Spencer Platt/Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O alívio no mercado americano durou pouco e após abrirem o dia em alta, os índices de ações dos Estados Unidos viraram e acentuaram as perdas durante a tarde, novamente puxados pelos papéis das companhias de tecnologia.

Por conta disso, o pior desempenho ficou para o Nasdaq, que caiu 1,99%, aos 10.919 pontos. Já o S&P 500 fechou com perdas de 1,76%, a 3.339 pontos, enquanto o Dow Jones teve queda de 1,45%, para 27.534 pontos.

Analistas destacaram o momento de volatilidade do mercado americano neste momento e a dificuldade de entender e projetar o que esperar agora.

Aprenda a investir na bolsa

Diante do forte rali dos últimos meses, especialistas apontaram que a correção de três dias entre quinta e terça era até esperada para algum momento. Porém, após os ganhos da véspera, eles ficaram divididos e recomendaram cautela de que talvez o pior ainda não tivesse passado.

As ações da Apple fecharam com queda de 3,26%, após chegarem a subir 2,7%. Já a Tesla, que subiu mais de 8% durante a manhã, chegou a virar para o negativo, mas encerrou o dia com alta de 1,38%. Enquanto isso, Netflix, Microsoft, Facebook e Amazon também fecharam com quedas, de até 4%.

“A quarta-feira marcou uma recuperação parcial […] mas acreditamos que a viagem em ziguezague das últimas 5 semanas colocou pelo menos um limite temporário no poderoso rali que ocorreu desde março”, disse em relatório Michael Shaoul, presidente e CEO da Marketfield Gestão de Ativos.

“Isso não quer dizer que o dano seja irreversível, especialmente se o suporte chave na média móvel de 50 dias conseguir se manter nas próximas sessões, mas provavelmente levará algumas semanas antes que a alta de 2 de setembro possa ser totalmente testada ou superada”, completou.

O setor de tecnologia S&P 500 caiu 11,4% entre o fechamento de 2 de setembro – quando o mercado atingiu um recorde histórico – e terça-feira. No mesmo período, o índice geral caiu quase 7%. Na quarta, por sua vez, o setor de techs ameaçou uma recuperação, registrando seu melhor pregão desde o fim de abril.

Entre os indicadores, hoje foram divulgados os dados de pedidos de seguro-desemprego nos EUA, que chegaram a 884 mil na semana passada, segundo o Departamento de Trabalho do país.

PUBLICIDADE

Este número foi um pouco maior do que a mediana das expectativas dos economistas compilada no consenso Bloomberg, que apontava para 850 mil requisições do benefício no período.

Aprenda a fazer das opções uma fonte recorrente de ganhos, de forma responsável e partindo do zero, em um curso 100% gratuito!