Ações brasileiras nos EUA

Índice de ADRs brasileiros tem alta nesta segunda; papéis da Embraer sobem mais de 3% em Nova York

O Dow Jones Brazil Titans 20 ADR é o principal índice brasileiro de ADRs, ações de empresas de fora dos EUA negociadas em Nova York

Por  Mariana Zonta d'Ávila -

SÃO PAULO – Em um dia de Bolsa brasileira fechada por conta do feriado da Proclamação da República, o principal índice de ADRs (ações de empresas de fora dos Estados Unidos negociadas em Nova York) do Brasil, o Dow Jones Brazil Titans 20 ADR ampliou os ganhos na tarde desta segunda-feira (15).

Por volta das 16h45 (horário de Brasília), o Dow Jones Brazil Titans 20 ADR operava em alta de 0,44%, aos 16.823 pontos, enquanto o EWZ, principal ETF brasileiro negociado no mercado americano, que replica o índice MSCI Brazil, subia 0,45%, a US$ 31,00.

Entre os destaques do dia, a Embraer anunciou a venda de três novos jatos E175 para a Overland Airways, da Nigéria, no valor de US$ 299,4 milhões, com direitos de compra para outras três aeronaves do mesmo modelo.

Segundo a companhia, essas aeronaves aumentarão os voos domésticos e permitirão expandir suas rotas regionais. A notícia foi bem recebida por investidores, com alta de até 5% dos papéis da Embraer negociados na bolsa de Nova York. Às 16h45 (horário de Brasília), os ADRs da empresa subiam 3,6%.

Movimento semelhante era visto nas ações da Boeing, negociadas na NYSE, que operavam em alta da ordem de 5,2%, depois que a companhia anunciou, durante o evento Dubai Airshow, novos pedidos de aeronaves.

A empresa disse que assinou um pedido com a Icelease para 11 de seus 737-800 Boeing Converted Freighters (BCF). A empresa de logística DHL Express também fez um pedido, segundo a Boeing, de mais nove 767-300BCF e a Emirates solicitou dois 777 cargueiros.

Os ADRs de Azul e Gol também sobem nesta segunda, com alta de 1,95% e 1,80%, respectivamente, pegando carona no desempenho positivo do setor no exterior, de olho na retomada econômica pós-Covid-19.

Também apresentavam alta os papéis de Pão de Açúcar, com valorização da ordem de 2,41%, além dos ADRs da Petrobras, com ganhos da ordem de 1,7%.

Entre as quedas do dia, Vale, CSN e Gerdau operavam em baixa de 0,11% a 1,45%, em dia de queda da ordem de 0,6%, a 543,50 iuanes, do contrato futuro do minério de ferro negociado na bolsa de Dalian.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cenário político

No âmbito político, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira que o Brasil foi uma das economias que “menos caíram, votaram mais rápido e criaram mais empregos” após o impacto da pandemia de Covid-19.

Ao discursar na abertura do fórum “Invest in Brazil”, do Expo Dubai, Guedes afirmou que a economia está crescendo “acima da média mundial”, apesar das constantes projeções para baixo de economistas e instituições financeiras, e do aumento da taxa de juros promovido pelo Banco Central para tentar conter a alta da inflação.

Guedes disse que o Brasil tinha “muito juros” no passado e que agora estão “mais baixos”. Segundo ele, além do crescimento de 5,5% neste ano, o Brasil tem mais de US$ 100 bilhões de investimento estrutural contratados nos próximos anos.

“A economia era um paraíso dos rentistas, e o inferno dos empreendedores. Agora, o Brasil está virando um paraíso para os empreendedores. Os juros estão mais baixos, a economia está crescendo mais rápido, e o eixo de crescimento vai ser o setor privado”, afirmou o ministro.

Ele voltou a dizer que deseja atrair os “petrodólares” para o país, principalmente para infraestrutura, e disse aos árabes que eles podem ser os “sócios ideais” para os recursos naturais do Brasil.

Já Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, afirmou nesta segunda, durante evento em Lisboa, Portugal, que a retomada da economia brasileira “depende muito” da solução a ser encontrada para problemas atuais, como precatórios, espaço fiscal e Auxílio Brasil (novo Bolsa Família).

Índices americanos

Nos Estados Unidos, os índices operavam em leve alta na tarde desta segunda-feira. O do Dow Jones subia 0,02%, o do S&P 500 tinha alta de 0,03%, enquanto o da Nasdaq cedia 0,09% por volta das 16h45 (horário de Brasília).

As ações subiram nesta manhã após uma semana negativa, depois que o índice de preços ao consumidor de outubro dos EUA teve seu maior aumento anual em mais de três décadas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os mercados digeriram uma série de notícias econômicas na semana passada, que mostraram que a inflação tem subido mais do que o esperado e que os trabalhadores continuaram a abandonar seus empregos em busca de melhores oportunidades.

Na agenda do dia, o presidente Joe Biden dirá ao líder chinês Xi Jinping que a China deve “seguir as regras da estrada” como uma nação responsável, segundo um alto funcionário da administração dos EUA sobre a reunião virtual que acontece nesta segunda-feira entre os dois líderes mundiais.

O diálogo em vídeo, iniciado por Biden e que deve durar várias horas, deve se concentrar em definir os termos para a futura competição EUA-China, disse o oficial a repórteres.

Nesta semana, investidores aguardam dados de vendas no varejo na terça-feira (16) e números de habitação na quarta (17), com novas construções e licenças de construção. Esta também será uma semana agitada para o Federal Reserve, o banco central americano, com vários dirigentes agendados para falar ao longo dos próximos dias.

Ainda entre os indicadores americanos, o índice de atividade industrial Empire State, que mede as condições da manufatura no estado de Nova York (EUA), subiu de 19,8 em outubro para 30,9 em novembro, segundo pesquisa divulgada nesta manhã.

O resultado superou a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta do indicador a 22,0 neste mês.

Ásia e Europa

Na Ásia, as bolsas fecharam em sua maioria em alta, com exceção da de Shanghai, que fechou em leve baixa de 0,16%, apesar de dados econômicos melhores do que o esperado.

No Japão, o Nikkei 225 subiu 0,56%, enquanto em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,25%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dados divulgados nesta segunda mostraram que as vendas no varejo na China aumentaram 4,9% em outubro na base de comparação anual, acima do ganho de 3,5% previsto por economistas consultados pela Reuters. A produção industrial no mês também cresceu 3,5% em comparação com o ano anterior, superando as expectativas dos analistas de um aumento de 3%.

Já no Japão, o Produto Interno Bruto (PIB) real recuou 3% no terceiro trimestre deste ano, na comparação anualizada, de acordo com a leitura preliminar publicada na noite deste domingo (14) pelo Escritório de Estatísticas do país. Ante o segundo trimestre de 2020, por sua vez, houve redução de 0,8% no PIB japonês.

Na Europa, o índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, opera em alta de 0,35%.

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

Compartilhe