Paralisado

Incidente em Ipatinga faz Usiminas paralisar alto forno por até 5 meses; analistas veem impacto negativo, mas limitado

A siderúrgica não deu detalhes sobre o ocorrido

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Usiminas (USIM5) anunciou nesta segunda-feira que, devido a um incidente ocorrido em 24 de setembro, vai paralisar operações de seu alto forno nº 2 da usina de Ipatinga (MG) por um período de 90 a 150 dias.

A siderúrgica não deu detalhes sobre o ocorrido. O equipamento tem capacidade de produzir 55 mil toneladas de ferro-gusa por mês. A empresa afirmou em fato relevante que vai compensar a parada com estoques e comprando placas no mercado.

Com a notícia, os ativos USIM5 fecharam com queda de 2,09%, a R$ 15,95.

O Itaú BBA aponta que o impacto é negativo, mas limitado. O acidente provavelmente afetará a produção e / ou custos da empresa no curto prazo.

Os analistas lembram que o alto forno  estava aumentando sua produção desde meados de junho, e o equipamento tem uma capacidade de cerca de 600 mil toneladas por ano.

“Acreditamos que o impacto geral pode ser minimizado pelo uso dos estoques da Usiminas e pela aquisição de placas de terceiros. No entanto, os custos de aquisição de placas de terceiros são maiores do que os custos de produção de suas próprias placas. Se tivéssemos que estimar US$ 200 a tonelada para isso, o impacto negativo potencial poderia ser US$ 200 multiplicado por 250 mil toneladas = US$ 50 milhões, ou cerca R$ 250 milhões, o que representa um pouco menos de 5% de nossa estimativa de Ebitda [lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações] para 2022”, ressaltam os analistas.

Para a indústria, esse acidente pode acabar beneficiando outros produtores de aço, como Gerdau (GGBR4 e CSN (CSNA3) em meio à oferta mais apertada.

O Bradesco BBI também destaca que a Usiminas voltará a ter que fazer o que vinha fazendo no ano passado, aumentando as compras de placas de terceiros para manter as vendas de laminados. Os analistas do banco, contudo, mantêm recomendação outperform (desempenho acima da média) para as ações USIM5.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Analista TOP 3 em rentabilidade de curto prazo compartilha seu método exclusivo na Bolsa