Impostos: total pago por brasileiros chega a R$ 400 bilhões nesta segunda

Montante será atingido por volta das 18h. Em 2006, a arrecadação chegou a esse valor 16 dias depois

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A arrecadação tributária nacional deve alcançar a marca de R$ 400 bilhões por volta das 18h desta segunda-feira (11), de acordo com informações da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Em 2006, o valor foi alcançado 16 dias mais tarde, em 27 de junho.

Carga tributária está aumentando

Para 2007, a entidade estima que a arrecadação de impostos supere os R$ 900 bilhões, montante 10,74% superior aos R$ 812,7 bilhões registrados no ano passado.

“Não consegui entender ainda porque não podemos eliminar a CPMF de vez. Fizemos um contrato com o governo que esse dinheiro seria usado para melhorar a Saúde, mas percebemos que as dificuldades continuam. O governo deveria usar a mesma regra que as pessoas usam em suas casas e cortar as despesas, ajustando-se às suas possibilidades”, declara o presidente da ACSP, Alencar Burti.

Vale lembrar que o valor corresponde à soma dos impostos que os brasileiros pagam às três esferas do Governo – União, estados e municípios – desde o dia 1º de janeiro deste ano, é divulgado para o contribuinte por meio do Impostômetro.

Impostômetro

A idéia do Impostômetro – painel eletrônico que mostra em tempo real, desde 20 de abril de 2005, o total da arrecadação tributária do País – é mostrar que a situação atual está pior do que na época de Tiradentes, que se rebelou por causa dos impostos cobrados sobre o ouro.

O painel fica localizado no prédio da ACSP, na Rua Boa Vista número 51, centro da cidade de São Paulo. Além disso, a arrecadação também pode ser acompanhada pela internet (www.impostometro.com.br).

Outra possibilidade oferecida pelo site é acompanhar os totais pagos pelos brasileiros nos anos anteriores, visualizar o pagamento de impostos por estado, comparar as arrecadações e verificar o quanto todos pagam de impostos no ano, no mês, no dia e a cada hora, minuto e segundo.

Compartilhe