Imóvel: Feirão da Caixa movimenta R$ 1,8 bilhão em mais de 20 mil negócios

Na primeira etapa do evento de 2009, o Feirão passou por BH, RJ, Curitiba, Salvador e Uberlândia, entre os dias 14 e 17 de maio

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A quinta edição do Feirão da Casa Própria da Caixa Econômica Federal movimentou até agora R$ 1,8 bilhão em mais de 20 mil negócios, tanto fechados nos eventos quanto encaminhados às agências.

Na primeira etapa, a Caixa realizou o evento entre 14 e 17 de maio em Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e Uberlândia.

Em relação ao Programa Minha Casa Minha Vida, a capital carioca registrou 811 interessados no estande do Governo do estado, enquanto 2.114 inscrições foram feitas no estande da prefeitura, sendo que elas incluem o interesse pelo Programa de Arrendamento Residencial.

Feirão em números

Aprenda a investir na bolsa

Apenas na capital carioca 8.579 negócios geraram receita de R$ 822,2 milhões. Destes, 1.281 contratos foram fechados no próprio evento, ao passo que 7.298 foram encaminhados.

Na tabela abaixo, é possível observar o quanto o feirão movimentou em cada cidade onde o evento foi realizado:

CidadeNegóciosRecursos (milhões)Visitantes
Belo Horizonte5.398R$ 408,255.239
Curitiba2.420R$ 184,034.106
Rio de Janeiro8.579R$ 822,2112.758
Salvador2.250R$ 236,937.000
Uberlândia1.755R$ 175,923.100

Fonte: CEF

São Paulo

Nesta semana, entre os dias 21 e 24 de maio, o Feirão percorrerá as cidades de São Paulo e Brasília, com a oferta de 112 mil imóveis, entre novos, usados e na planta.

Na capital paulista, o evento acontece no Centro de Exposições Imigrantes, no bairro do Jabaquara, e a estimativa é de alta de 10% no volume de recursos trabalhados sobre 2008 (R$ 1,4 bilhão).

Os cerca de 150 mil visitantes aguardados para os quatro dias encontrarão imóveis com valores variando de R$ 30 mil a R$ 1,5 milhão, sendo que 38,589 residências ofertadas serão novas e 62 mil, usadas.

PUBLICIDADE

O Feirão funcionará das 10h às 21h, de quinta a sábado, e entre 9h e 18h, no domingo, e contará com 130 construtoras, 133 imobiliárias e parceiros institucionais como Prefeitura, Governo do Estado, cartórios e o Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis).