IGP-10 desacelera e marca alta nos preços de 1,07% em outubro

Em setembro, inflação foi de 1,47%; dois dos três indicadores que compõem o IGP-10 registraram desaceleração

Por  Nathália A. Terra Pereira -

SÃO PAULO – A inflação medida pelo IGP-10, no período de trinta dias até o dia 10 de outubro, foi de 1,07%, 0,40 ponto percentual abaixo da taxa de variação apurada no mesmo período do mês anterior (+1,47%).

O IGP-10 foi divulgado na manhã desta terça-feira (16) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Trajetória dos três índices que compõem o IGP-10

Dois dos três índices que compõem o indicador registraram decréscimos nas passagens mensais. O destaque fica para o IPA (Índice de Preços no Atacado), que possui o maior peso na composição do IGP-10 (60%) e que marcou a maior variação negativa.

GrupoOutubro/2007
(em %)
Setembro/2007
(em %)
Variação
(em pontos percentuais)
IPA+1,45+2,06-0,61
IPC+0,27+0,37-0,10
INCC+0,49+0,32+0,17
IGP-10+1,07+1,47-0,40

Fonte: FGV

Metodologia do indicador

O IGP-10 (Índice Geral de Preços) mede a evolução geral de preços na economia, criando assim uma medida da inflação nacional, sendo que o período de coleta dos dados é de um mês até o dia 10 do mês em questão.
O IGP-10 é composto pela ponderação entre o Índice de Preços ao Consumidor (IPC – peso de 30%), Índice de Preços no Atacado (IPA – peso de 60%) e Índice Nacional de Construção Civil (INCC – peso de 10%).

O Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas apura mensalmente a variação do IGP-10. Ressalta-se que esse índice compara preços médios do período de referência (11 de setembro a 10 de outubro) com preços médios do período imediatamente anterior (11 de agosto a 10 de setembro).

Compartilhe