Deu certo

Ignorando críticas, Sadia repete propaganda polêmica; veja vídeo

Luis Augusto agora possui rosto, fala e malha para impressionar consumidor

SÃO PAULO – O comercial de presunto da marca Sadia, publicado no YouTube há duas semanas e que gerou diversas críticas devido ao uso pejorativo do nome próprio Luis Augusto, parece estar de cara nova. A empresa reagiu às avaliações negativas e à hostilidade dos comentários com um novo vídeo, que traz a personificação do presunto – que não é Sadia.

Seguindo a linha da propaganda anterior, o cliente está à procura de presunto, mas ao invés de escolher o Luis Augusto, escolhe o Sadia. Desta vez, porém, o Luis Augusto possui um rosto e está tentando ao máximo ser o escolhido, apresentando equipamentos para levantar peso e “tentando ser saudável”.

A propaganda mostra a versão do Luis Augusto malhado, que diz constantemente “é hoje” ao se referir à saída do freezer, além de fazer alusão ao vídeo do ex-Big Brother Kleber Bambam, gritando “Birl”.

PUBLICIDADE

Com 6,5 milhões de visualizações no Facebook e mais de 56 mil curtidas, o vídeo conseguiu comentários mais positivos dos usuários e muitos até aderiram à brincadeira. “Só tem um Luis Augusto que não rola! Todos os outros Luises Augustos são muito tops”, escreve a empresa em resposta ao comentário de um usuário.

Contatada pelo InfoMoney, a assessoria de imprensa da Sadia enviou a nota:

A Sadia esclarece que, como obra de ficção, as semelhanças e a escolha do nome Luís Augusto para a campanha são mera coincidência, à exemplo do que já observamos na teledramaturgia. Portanto, o filme segue o mesmo tom irreverente e característico das campanhas publicitárias da marca, como o clássico bordão “Nem a pau, Juvenal” ou quando o fatiador de frios oferece um tijolo ao consumidor, que pediu para “dar uma olhadinha” no presunto que não era da marca Sadia. Líder na categoria de presunto no País, o principal objetivo da ação é ressaltar a alta qualidade do produto da marca, que tem expertise no segmento e excelência no processo de produção.