Idosos: menos de 1% conseguiu carteira que dá direito a viagens gratuitas

Documento pode ser retirado por pessoas de 60 anos ou mais, que ganham até dois salários mínimos e não têm como comprovar renda

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Dos quatro milhões de idosos com direito a carteira que permite fazer viagens interestaduais gratuitas ou com 50% de desconto, apenas 0,19% conseguiu o documento, lançado há um mês. O percentual corresponde a 7.753 pessoas.

O documento pode ser retirado por pessoas de 60 anos ou mais, que ganham até dois salários mínimos e não têm como comprovar renda.

Cidades com maior número de emissão

Conforme veiculou a Agência Brasil, os municípios de Inhumas e Várzea Grande são os campeões nas emissões da carteira. Na primeira cidade, localizada em Goiás, 600 pessoas fizeram o cadastro e 155 documentos já foram emitidos.

Já a prefeitura de Várzea Grande, em Mato Grosso, prevê a emissão de 475 carteiras.

Em ambos os locais, foram feitas divulgações do benefício em centros de convivência de idosos, onde eles costumam se reunir.

Procedimentos para obter a carteira

Conforme determina o Estatuto do Idoso, os ônibus de viagem devem reservar duas vagas para idosos com mais de 60 anos e renda individual de até dois salários mínimos. Também é garantido o direito a passagens gratuitas ou com desconto de 50% (caso os dois assentos reservados encontrem-se ocupados) em viagens interestaduais de ônibus, trem ou embarcações.

Para comprovar a renda, basta apresentar a carteira de trabalho, o extrato da Previdência Social ou o contra-cheque. Quem não conseguir fazê-lo deve solicitar gratuitamente uma carteirinha emitida pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Neste caso, é preciso se dirigir às Secretarias Municipais de Assistência Social para ser incluído no Cadastro Único dos programas sociais do governo. Feito isso, há um prazo (de oito a dez dias) para o cadastro gerar um número que possibilita a emissão da carteira.

Validade

Cabe lembrar que a carteirinha é válida em todo o País, sendo que sua única finalidade é garantir a gratuidade de vagas no transporte coletivo interestadual. Enquanto ela não é emitida, as secretarias municipais podem fornecer uma declaração provisória aos idosos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe