ICE mostra que clima econômico na América Latina está melhorando

Pesquisa realizada pela FGV indica uma ligeira recuperação da confiança; IE avançou de 2,3 pontos para 4,6 pontos

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ICE (Índice de Clima Econômico) da América Latina elevou-se de 2,9 pontos para 3,6 pontos entre janeiro e abril de 2009, conforme mostra pesquisa elaborada pela FGV (Fundação Getulio Vargas) apresentada nesta terça-feira (19).

Já o IE (Índice de Expectativas) avançou de 2,3 pontos para 4,6 pontos frente à última pesquisa, enquanto o ISA (Índice da Situação Atual) reduziu-se de 3,4 pontos para 2,5 pontos.

Segundo o instituto, a combinação de IE e ISA abaixo dos cinco pontos indica que o ambiente econômico na América Latina continua recessivo ao início do segundo trimestre de 2009.

Aprenda a investir na bolsa

Contudo, o avanço do IE entre janeiro e abril, alcançando um nível próximo ao da linha divisória entre pessimismo e otimismo, sinaliza que a região estaria se encaminhando para a recuperação.

Metodologia

A Sondagem Econômica da América Latina serve ao monitoramento e antecipação de tendências econômicas, com base em informações prestadas trimestralmente por especialistas nas economias de seus respectivos países.

A pesquisa é aplicada com a mesma metodologia – simultaneamente – em todos os países da região, método que permite a construção de um ágil e abrangente retrato da situação econômica de países e blocos econômicos.

A pesquisa gera informações tanto de natureza qualitativa quanto quantitativa. O Índice de Clima Econômico (ICE), é o indicador-síntese, composto por dois quesitos de natureza qualitativa, o índice da Situação Atual e o Índice de Expectativas, que tratam, respectivamente, da situação econômica geral do país no momento e nos próximos seis meses.