Comentário diário

Ibovespa zera perdas em dia agitado por tragédia, dados da China e vencimento de opções

Mercado não consegue firmar uma correção mesmo após 7 altas seguidas nos últimos pregões

SÃO PAULO – O Ibovespa volta a zerar perdas nesta sexta-feira (15), um dia de muita volatilidade por conta do vencimento de opções sobre ações que ocorrerá na segunda-feira (18). O mundo inteiro tem um dia fraco após atentados deixarem 84 mortos na França. A trajetória da Bovespa hoje pode também ser creditado a uma correção das vigorosas altas recentes. O Ibovespa subiu sete vezes consecutivas nos últimos pregões.

O mercado ainda reflete o crescimento maior que o esperado da economia chinesa no segundo trimestre de 2016 e as falas do novo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disse ao Globo que a agenda econômica é prioridade no Brasil, citando a PEC do teto dos gastos, a renegociação das dívidas de estados e municípios e a reforma da Previdência, criticando o aumento de impostos.

Às 14h54 (horário de Brasília), o benchmark da bolsa brasileira tinha leve alta de 0,11%, a 55.542 pontos. Já o dólar comercial tem alta de 0,14% a R$ 3,2642, enquanto o dólar futuro para agosto registra ganhos de 0,29% a R$ 3,276. O câmbio chegou a virar para queda, mas voltou a subir depois da atuação do Banco Central, que colocou todo o lote de 10.000 contratos de swap cambial reverso ofertados entre às 9h30 e às 9h40. 

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2018 tem alta de 2 pontos-base a 12,69%, ao passo que o DI para janeiro de 2021 avança 1 ponto-base a 11,97%.

Dados da China
O gigante asiático divulgou nesta madrugada uma série de indicadores. Entre eles está o PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre, que ficou em 6,7% – a expectativa era de 6,60%. Ainda assim, foi o crescimento trimestral mais lento para o país desde o primeiro trimestre de 2009, quando a economia expandiu 6,2% na comparação com o mesmo período de 2008. No segundo trimestre deste ano, o PIB da China cresceu 1,8% ante o primeiro trimestre, em uma base sazonalmente ajustada.

Enquanto isso, a produção industrial do país subiu 6,2% em junho na comparação com o mesmo período do ano passado, acelerando ante o crescimento de 6,0% em maio e acima da projeção de 5,90%.

Já as vendas no varejo subiram 10,6% em junho ante o mesmo período do ano anterior, acelerando do aumento de 10,0% em maio, e superando a expectativa do mercado, de aumento de 9,9% no mês passado.

Ações em destaque
Entre as maiores altas do Ibovespa na sessão estavam as ações da Cesp (CESP6, R$ 14,49, +14,09%), que aceleram ganhos impulsionadas por rumores de privatização. Chama atenção também o forte volume financeiro, que bate neste momento R$ 54,2 milhões, contra média diária de R$ 19 milhões nos últimos 21 pregões.

Durante evento com investidores nesta manhã, o secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Renato Villela, afirmou que o governo estadual analisará a possibilidade de privatizar a estatal paulista de energia, disse o JPMorgan em relatório divulgado a clientes nesta sexta-feira.

PUBLICIDADE

As maiores altas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 CESP6 CESP PNB14,48+14,02
 USIM5 USIMINAS PNA2,37+9,22
 CSNA3 SID NACIONALON10,21+4,40
 GOAU4 GERDAU MET PN ES2,43+3,85
 BRAP4 BRADESPAR PN10,34+3,30

 

 

As ações da Petrobras (PETR3, R$ 13,26, -0,45%; PETR4, R$ 11,01, +0,73%)  operam sem direção, com o petróleo oscilando no mercado internacional. Neste momento, o contrato Brent caía 0,10%, a US$ 48,96 o barril, enquanto o WTI registrava ganhos de 0,20%, a US$ 45,77.

Ontem, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que a Petrobras não tem planos de aumentar ou baixar o preço da gasolina e que está avaliando três propostas pela BR Distribuidora. Advent, GP Investments e Vitol estão entre os interessados na BR Distribuidora, disse O Estado de S.Paulo. Os desfechos de uma possível proposta deverão ser analisados a partir do final do mês, diz o jornal, citando uma fonte familiarizada. A Advent, Vitol, GP não comentaram, segundo o jornal. O Itaú BBA vai selecionar até o final deste mês ofertas mais atraentes pela compra de 100% da Liquigás, diz o jornal em outra reportagem.

Já a Vale (VALE3, R$ 17,47, +0,69%; VALE5, R$ 13,86, +0,29%) avança apesar da queda do minério de ferro. A commodity spot com 62% de pureza e entrega no porto de Qingdao teve um recuo de 0,09% a US$ 58,42.

Dentro do setor mais pesado no Ibovespa, o financeiro, bancos grandes operam entre perdas e ganhos. Itaú Unibanco (ITUB4, R$ 33,60, +0,09%), Bradesco (BBDC3, R$ 29,33, +1,14%; BBDC4, R$ 28,50, +0,71%) registram movimentos díspares. Juntas, as quatro ações respondem por pouco mais de 20% da participação na carteira teórica do nosso benchmark.

As maiores baixas dentre as ações que compõem o Ibovespa são:

Cód.AtivoCot R$% Dia
 CMIG4CEMIG PN8,33-3,70
 SBSP3SABESP ON29,22-3,41
 CSAN3COSAN ON33,93-2,78
 KLBN11KLABIN S/A UNT N215,39-2,29
 EMBR3EMBRAER ON17,49-2,18

 

A maior queda entre as ações que fazem parte da carteira teórica do Ibovespa era dos papéis da Cemig (CMIG4, R$ 8,32, -3,82%). 

PUBLICIDADE

Vendas no varejo nos EUA
As vendas no varejo dos Estados Unidos cresceram 0,6% em junho ante maio, para o valor sazonalmente ajustado de US$ 456,98 bilhões, segundo dados publicados hoje pelo Departamento do Comércio. O resultado veio bem acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta marginal de 0,1%. O dado de vendas de maio ante abril, por outro lado, foi revisado para baixo, de +0,5% para +0,2%.

Excluindo-se automóveis, as vendas no varejo subiram 0,7% em junho ante o mês anterior, também superando a projeção do mercado, que era de ganho de 0,4%. Sem automóveis e gasolina, as vendas também cresceram 0,7%.

Entrevistas de Rodrigo Maia e Michel Temer?
Em entrevista ao jornal O Globo, o novo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou que o Brasil não pode, para superar problema de déficit, ficar gerando imposto num momento em que está todo mundo endividado. Maia vê a agenda econômica como prioridade do país, citando PEC do teto de gastos, renegociação das dívidas dos estados e reforma da Previdência e citou entre suas prioridades no novo cargo reorganizar a Câmara, ampliar diálogo com todos partidos, retomar diálogo com Senado.

Já para o jornal O Estado de S. Paulo, o presidente interino Michel Temer afirmou que que quer aos poucos “desidratar essa coisa de centrão e de outro grupo – formado pela antiga oposição”. Segundo ele, é preciso unificar a base. Temer quer que seja tudo situação, diz em referência ao centrão e ao grupo formado por PSDB, DEM, PPS, PSB. O presidente interino disse que Congresso quis dar uma mensagem de apoio ao governo, com os dois candidatos que foram para o 2º turno. Temer afirmou confiar que o recesso branco do Congresso para cicatrizar o que ele chama de pequenas ranhuras deixadas pela disputa na Câmara pela presidência.

Assista ao Reunião Matinal e ao InfoMoney na Bolsa desta sexta: